Xandão torna-se o oitavo jogador a deixar o Sporting

O mercado de Inverno desta temporada originou uma sangria em Alvalade. Desta vez, foi o central brasileiro, embora a separação não tenha sido a bem.

Xand
Foto
Xandão é a oitava saída do Sporting neste Inverno Patrícia de Melo Moreira/AFP

Xandão já não esteve no treino do Sporting desta sexta-feira. O defesa central deixou o clube lisboeta, que não exerceu o direito de opção pelo jogador, no valor de três milhões de euros.

“O Xandão já não treinou hoje. O Sporting não exerceu nem igualou a proposta de três milhões de euros prevista no seu contrato de cedência. O passe pertence à Traffic, que o vai colocar onde bem entender”, disse Pedro Sousa, director de comunicação do clube, antes da conferência de imprensa do treinador Jesualdo Ferreira.

O mesmo responsável acrescentou ainda que esta situação estava prevista no contrato do defesa brasileiro, que chegou ao clube por empréstimo no mercado de Inverno da anterior temporada. “O seu contrato previa esta situação e o contrato é de Dezembro de 2011. Não existe outro jogador do actual plantel com cláusula idêntica”, referiu.

O técnico Jesualdo Ferreira referiu que não ficou agradado com a saída de Xandão, numa altura em que o clube já não pode procurar uma solução no mercado. “Não foi agradável, mas são situações que surgem na nossa vida. Financeiramente, não fomos capazes de acompanhar as propostas que recebeu. O Xandão foi um jogador que evoluiu bastante, tem boas condições e é apetecível no mercado”, disse.

Sobre o facto de existirem ou não salários em atraso do clube, o técnico afirmou que não podia responder, pois não tinha “dados para tecer qualquer comentário”. Em declarações à rádio TSF, o pai e advogado de Xandão, Luiz Reame, afirmou que o defesa brasileiro tinha salários em atraso: “Não foi intenção dele sair para salário melhor, e agora não sei como vai ficar os atrasados dele aí e quando vão resolver”.

Jesualdo Ferreira considerou ainda que as regras deviam ser iguais em todos os países da Europa, criticando o facto de os campeonatos da Rússia e da Ucrânia poderem inscrever jogadores até mais tarde. “Temos um mercado com dinheiro que joga fora das regras, porque, se termina em Janeiro na Europa, é para todos. Qualquer equipa da Ucrânia ou da Rússia pode comprar e outras têm que aceitar, o que não me parece correcto. São regras que não consigo entender e não está nada bem”, defendeu.

O treinador afirmou ainda que vai lutar pelos objectivos do clube, que é chegar a um lugar europeu, com os jogadores ao seu dispor. “Neste contexto, ficamos reduzidos ao que temos. Estes são os jogadores que temos e é com estes que vamos para a guerra e para a luta para conquistar aquilo que queremos”, referiu. O Sporting visita no sábado o Gil Vicente, em partida da 19.ª jornada da I Liga.

Xandão é o oitavo jogador a deixar o Sporting no mercado de Inverno, juntando-se a uma lista composta por Gelson, Pranjic, Pereirinha, Elias, Carriço, Izmailov e Insúa.