Crónica de jogo

Plano de Jorge Jesus obteve pleno sucesso em Leverkusen

Golo de Cardozo valeu a vitória (1-0) ao Benfica, na visita ao terreno do Bayer Leverkusen. O técnico fez algumas poupanças mas os “encarnados” ganharam vantagem nos 16 avos-de-final da Liga Europa.

Cardozo fez o golo do Benfica
Foto
Cardozo fez o golo do Benfica Odd Andersen/AFP

A lista de objectivos de Jorge Jesus, à partida para Leverkusen, onde o Benfica defrontou o Bayer na primeira mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa, foi cumprida na íntegra. O técnico tinha assumido, antes do encontro, que a prioridade residia no campeonato. Portanto, fez algumas poupanças. Mas elas não impediram os “encarnados” de regressar a casa com um “resultado positivo”, como disse Jesus. Cardozo fez o único golo da partida, já na segunda parte, e colocou o Benfica em vantagem na eliminatória. A equipa de Jorge Jesus foi a primeira a marcar um golo ao Bayer, em Leverkusen, na Liga Europa 2012-13. Um golo que valeu o segundo triunfo do Benfica num histórico de 20 visitas à Alemanha.

Foram três as surpresas no “onze” do Benfica: André Almeida, André Gomes e Urreta, permitindo a Jorge Jesus poupar Maxi Pereira, Enzo Pérez e Salvio. Lima também começou no banco de suplentes, tendo alinhado de início Cardozo, expulso na visita ao Nacional e que cumprirá castigo na próxima jornada da I Liga.

Mas as alterações não tiraram consistência ao Benfica, que susteve o bom início do Bayer e começou, paulatinamente, a aproximar-se da baliza dos alemães. Num jogo disputado debaixo de neve, o primeiro lance de perigo para os “encarnados” surgiu aos 13’, quando Ola John fintou dois adversários mas depois viu o remate ser interceptado. Pouco depois, Urreta rematou à figura do guarda-redes Bernd Leno e André Almeida disparou forte, pouco acima da trave da baliza do Bayer (25’).

O lance mais perigoso da primeira parte pertenceu aos anfitriões, mas foi resolvido por Luisão – Schürrle entrou na área pelo lado esquerdo, mas o defesa fez um corte providencial.

O encontro melhorou de nível no segundo tempo. E, logo a abrir, um erro de André Almeida, em plena área, deixou a bola à mercê de Kadlec, que rematou ao lado. O Benfica reagiu bem, com um livre directo marcado por Urreta, à figura de Leno. Aos 61’, os “encarnados” chegaram ao golo: num lance rápido de contra-ataque, na sequência de uma ocasião de perigo a favor do Bayer, André Almeida surgiu pela direita e descobriu Cardozo no centro da área. O paraguaio livrou-se de um defesa e picou a bola por cima do guarda-redes. Foi o primeiro golo sofrido pelo Bayer, em jogos em casa, a contar para a Liga Europa na presente temporada.

Quanto ao Bayer, ameaçou a baliza “encarnada” mas esbarrou em Artur, que com um par de boas intervenções manteve a baliza inviolável. O guarda-redes do Benfica travou o remate de Kadlec aos 60’, defendeu o tiro de Rolfes (65’) e também segurou o livre marcado por Hegeler (72’).

A resposta benfiquista surgiu por Ola John, que esteve perto de marcar o segundo para o Benfica, mas a bola saiu ligeiramente por cima (69’). E, já na recta final do encontro, foi Melgarejo a vestir a pele de herói – Sidney Sam entrou bem na área e conseguiu passar a bola por cima de Artur mas, no último instante, o lateral esquerdo paraguaio evitou, de cabeça, o golo do empate.

Jorge Jesus geriu a equipa, como tinha dado a entender que ia fazer, mas atingiu os objectivos a que se propunha na visita a Leverkusen. Os “encarnados” estão em vantagem na eliminatória e podem agora concentrar-se em pleno no jogo de domingo, frente à Académica, importante nas contas do campeonato.

Outros resultados
Zenit S. Petersburgo-Liverpool, 2-0
Anzhi-Hannover 96, 3-1
Sparta Praga-Chelsea, 0-1
Levante-Olympiacos, 3-0
Nápoles-Viktoria Plzen, 0-3
Dínamo Kiev-Bordéus, 1-1
Bayer Leverkusen-Benfica, 0-1
BATE Borisov-Fenerbahçe, 0-0
Ajax-Steaua Bucareste, 2-0
Basileia-Dnipro, 2-0
Inter de Milão-Cluj, 2-0
Newcastle-Metalist, 0-0
Estugarda-Genk, 1-1
Atlético de Madrid-Rubin Kazan, 0-2
Borussia Mönchengladbach-Lazio, 3-3
Tottenham-Lyon, 2-1

Sugerir correcção