Passos Coelho espera que Ano da Serpente traga prosperidade, saúde e bem-aventurança

Primeiro-ministro deixa mensagem no site oficial do Governo. Celebra-se este domingo o Ano Novo chinês.

Passos Coelho diz que o Goevrno está a trabalhar para ultrapassar desemprego
Foto
Passos Coelho diz que o Goevrno está a trabalhar para ultrapassar desemprego Nuno Ferreira Santos

O primeiro-ministro, Passos Coelho, desejou este domingo que o Novo Ano Lunar chinês "traga prosperidade, saúde e bem-aventurança para o povo chinês, para a comunidade portuguesa em Macau e para a comunidade chinesa em Portugal".

Numa mensagem disponibilizada no site oficial do Governo português, Passos Coelho lembra que "o ano da serpente simboliza a reflexão, o planeamento e a preparação do futuro" e nota que estes símbolos "não podia(m) ser mais auspicioso(s) num mundo em rápida transformação que aconselha à reflexão sobre os problemas presentes e à preparação do futuro: não apenas o de cada nação individual mas, também, o futuro comum que pertence a todos os homens e mulheres que vivem neste planeta".

Na mensagem, Passos Coelho escreve que é "desejável aprofundar as excelentes relações diplomáticas, culturais, científicas e económicas, antigas de cinco séculos [entre Portugal e a China] mas, simultaneamente, modernas e vibrantes" e vinca que "os últimos tempos têm sido um testemunho disso mesmo registando-se progressos importantíssimos na intensificação das nossas relações, desde a Declaração Conjunta Luso-Chinesa sobre a Questão de Macau, ao Acordo da Parceria Estratégica Global, firmado em 2005".

Acresce, afirma o chefe do executivo, "que o notável crescimento da China tem potenciado diversas oportunidades que temos sabido aproveitar com benefícios mútuos e, estou seguro, que continuaremos a explorar novas e diversificadas vias de colaboração".

Assim, diz, a relação de meio milénio materializada nas relações bilaterais "continuam fortes, e têm sabido resistir ao tempo e às mudanças económicas e sociais, comemora-se, também este ano, o décimo aniversário da criação do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, tendo Macau o estratégico papel de plataforma".

No texto, há ainda espaço para falar de Macau: "Assim como a Comunidade Portuguesa em Macau é, e será sempre, um activo estratégico de Portugal no Oriente, também a comunidade chinesa em Portugal tem desempenhado um papel fundamental na articulação entre as duas sociedades".