Multimilionário sul-africano doa metade da fortuna à caridade

Não se sabe qual o valor exacto da doação de Patrice Motsepe, apenas se conhece que a sua fortuna está avaliada em mais de 1900 milhões de euros.

Motsepe vai doar o seu dinheiro à fundação com o seu nome
Foto
Motsepe vai doar o seu dinheiro à fundação com o seu nome GIANLUIGI GUERCIA/AFP

O sul-africano Patrice Motsepe, 51 anos, tem uma fortuna estimada pela revista norte-americana Forbes em 2650 milhões de dólares (1900 milhões de euros), conseguida através da sua empresa mineira African Rainbow Minerals. O detentor da oitava maior fortuna do continente africano decidiu doar metade do seu dinheiro a uma instituição de caridade. É o primeiro multimilionário africano a responder ao apelo da Giving Pledge, uma iniciativa filantrópica lançada por Bill Gates.

A campanha Giving Pledge foi lançada em 2010 pelo fundador da Microsoft Bill Gates e pelo magnata Warren Buffett com o objectivo de levar as personalidades mais ricas do mundo a abdicarem de parte da sua fortuna a favor dos carenciados. Entre os mais de 90 milionários que já responderam à iniciativa estão o fundador da rede social Facebook Mark Zuckerberg, o governador de Nova Iorque, Michael Bloomberg, ou o herdeiro David Rockefeller.

Num comunicado divulgado nesta quarta-feira, Patrice Motsepe explica o que o levou a aderir à campanha. “A necessidade e os desafios são grandes e esperamos que a nossa oferta encoraje outros na África do Sul, em África e noutras economias emergentes a doarem e a fazerem do mundo um lugar melhor”. Com base nesse argumento, o empresário decidiu “doar pelo menos metade dos fundos gerados pelos activos familiares [através da sua empresa] para ajudar os sul-africanos desfavorecidos, pobres e marginalizados”.

O sul-africano não revelou a quantia exacta que pretende entregar. O empresário apenas confirmou que a doação será feita à Fundação Motsepe, que criou com a sua mulher, Precious, em 1999, dedicada a apoiar programas de educação e de agricultura.

Patrice Motsepe, nascido no Soweto, é o fundador e presidente executivo da African Rainbow Minerals, empresa que explora minas de ouro, platina, ferro e carvão na África do Sul e de cobre na Zâmbia e República Democrática do Congo. É ainda o proprietário do clube de futebol de Pretória Mamelodi Sundowns. O seu nome surge também na lista de financiadores do Congresso Nacional Africano, o partido no poder no país.