Drogba estreou-se a marcar e evitou a derrota da Costa do Marfim

Marfinenses estiveram a perder por 0-2, mas acabaram por empatar com a Argélia na última jornada do Grupo D.

Adepto marfinense faz a festa na bancada do estádio Royal Bafokeng, em Rustenburg
Foto
Adepto marfinense faz a festa na bancada do estádio Royal Bafokeng, em Rustenburg Mike Hutchings/Reuters

Costa do Marfim e Togo são as equipas apuradas no Grupo D para os quartos-de-final da Taça das Nações Africanas. Os marfinenses seguraram o primeiro lugar com um empate (2-2), frente à Argélia, e vão defrontar a Nigéria. O Togo também empatou (1-1), com a Tunísia, num jogo marcado por uma arbitragem polémica do sul-africano Daniel Bennett. O próximo adversário da selecção togolesa será o Burkina Faso.

As coisas não começaram nada bem para a Costa do Marfim, que, no encontro desta quarta-feira, esteve a perder por 0-2. A Argélia, que estava a desapontar na CAN 2013 (é a segunda melhor selecção africana no ranking da FIFA), desperdiçou uma grande penalidade logo nos primeiros minutos do encontro. Mas chegou à vantagem aos 64’, por Feghouli, na marcação de uma grande penalidade. Foi o primeiro golo da selecção argelina no torneio. Poucos minutos depois, Soudani (avançado do Vitória de Guimarães) ampliou o resultado para 2-0.

Porém, a Costa do Marfim reagiu a tempo de evitar a derrota. Didier Drogba fez o seu primeiro golo na CAN 2013 aos 77’. E, aos 80’, Wilfried Bony restabeleceu a igualdade. Com este empate, a selecção marfinense termina a fase de grupos no primeiro lugar do Grupo D, com sete pontos. Vai defrontar a Nigéria (segunda classificada do Grupo C) nos quartos-de-final.

A outra equipa apurada no Grupo D foi o Togo. Adebayor e companhia tiveram uma missão difícil frente à Tunísia, que também jogava pelo apuramento – complicada ainda mais pela polémica arbitragem do sul-africano Daniel Bennett.

Serge Gakpe colocou o Togo em vantagem aos 13’, mas os tunisinos responderam ainda na primeira parte, com um golo de Mouelhi, na marcação de uma grande penalidade. O mesmo jogador desperdiçaria mais um penálti, na segunda parte, com o remate a acertar no poste. O lance foi polémico e surgiu após uma falta na área da Tunísia, pela qual os togoleses reclamaram grande penalidade. Num final emotivo, o Togo segurou o empate que garante uma vaga nos quartos-de-final – vai defrontar o Burkina Faso.

Quartos-de-final da CAN 2013
Gana-Cabo Verde
África do Sul-Mali
Costa do Marfim-Nigéria
Burkina Faso-Togo