Juros na habitação descem em Dezembro para mínimos de quatro anos

Nova redução em Dezembro na taxa de juro do crédito à habitação leva prestação média a queda de três euros.

Os seguros multirriscos habitação foram os mais acccionados
Foto
Queda sistemática das Euribor tem levado a reduções sucessivas nos juros à habitação Melanie Maps

O Instituto Nacional de Estatística (INE) registou nova descida nos juros no crédito à habitação para os 1,615%, o valor mais baixo desde que o INE começou o registo destes valores, em 2009.

Este valor representa uma queda de 0,086 pontos percentuais em relação ao valor registado em Novembro, que se ficou nos 1,701%. Já em relação a Dezembro de 2011, a queda é de 1,099 pontos percentuais.

Para os contratos de crédito à habitação que tenham sido celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro implícita ficou nos 3,437% em Dezembro, menos 0,095 pontos percentuais do que no mês anterior.

O indicador utilizado pelo INE refere-se à taxa de juro implícita, que representa a relação entre os juros vencidos para a cobrança do empréstimo à habitação num determinado mês.

De acordo com o INE, a prestação média nos créditos à habitação cai três euros em relação a Novembro e fica nos 265 euros. Já nos contratos de crédito que tenham sido celebrados nos últimos três meses, a queda foi de 14 euros em Dezembro.

A queda nos juros à habitação tem sido sistemática desde Dezembro de 2011, data a partir da qual as taxas Euribor têm renovado mínimos históricos. Esta tendência tem sido o efeito de o Banco Central Europeu (BCE) ter reduzido as taxas de juro de referência, algo que deve voltar a fazer em 2013.