Isabel dos Santos é a primeira bilionária africana

As acções da Zon subiram 0,50% nesta quarta-feira
Foto
Isabel dos Santos tem 28,8% da Zon Foto: Enric Vives-Rubio

A filha mais velha do Presidente de Angola, Isabel dos Santos, tornou-se na primeira bilionária africana, de acordo com a revista norte-americana Forbes.

As acções de empresas cotadas em Portugal, caso do BPI e da Zon, juntamente com activos em Angola, “elevaram o valor líquido [da fortuna de Isabel dos Santos] acima da fasquia de mil milhões de dólares, fazendo da empresária de 40 anos a primeira mulher bilionária africana”, segundo a pesquisa da Forbes.

Formada em Engenharia no King's College de Londres, Isabel dos Santos abriu o seu primeiro negócio em 1997 – um restaurante chamado Miami Beach, em Luanda.

A Forbes avalia a participação de 28,8% na Zon em 385 milhões de dólares, os 19,5% do BPI em 465 milhões de dólares e a participação no BIC, de Angola, em 160 milhões de dólares.

Fontes consultadas pela Forbes referem que tem ainda 25% da operadora de telemóveis Unitel, participação que isoladamente vale, “no mínimo, mil milhões de dólares”, de acordo com analistas de telecomunicações.

Peter Lewis, professor da universidade norte-americana de Johns Hopkins, afirmou à revista que o círculo presidencial e do MPLA “têm muitos interesses empresariais” e que a origem destes é “muito opaca”, havendo “completa falta de transparência” no país.

Uma porta-voz da empresária escusou-se a prestar esclarecimentos sobre as alegadas participações detidas, mas considerou as afirmações de Lewis “especulativas, irrazoáveis e sem valor académico”.

Os investimentos de Isabel dos Santos, adiantou, têm sido feitos com máxima transparência, em empresas publicamente cotadas, com base na legislação europeia.