Retrato de Mandela vendido por 313 mil euros, um recorde na África do Sul

A obra é do pintor Sifiso Ngcobo e mostra em primeiro plano um sorridente Mandela. O pintor é desconhecido pelos galeristas relevantes na África do Sul

A pintura foi feita por Sifiso Ngcobo
Foto
A pintura foi feita por Sifiso Ngcobo DR

Um retrato do ex-Presidente sul-africano Nelson Mandela foi vendido por 3,7 milhões de rands (313 mil euros), o valor mais alto alguma vez pago por uma obra de um artista da África do Sul num leilão local.

O jornal sul-africano City Press noticiou no domingo que o quadro, intitulado A Caridade Começa em Casa, do pintor Sifiso Ngcobo, mostra em primeiro plano um sorridente Mandela de fato e gravata com uma casas precárias circulares ao fundo. 

Segundo uma fonte citada pelo jornal, a oferta foi feita pela ministra sul-africana das Minas, Susan Shabangu, em nome de um empresário mineiro anónimo. 
 O leilão foi organizado pelo Congresso Nacional Africano (CNA) para angariação de fundos, mas Ngcobo - membro do partido - não doou a obra ao CNA e vai receber uma percentagem do valor pago pelo retrato. Vários galeristas importantes da África do Sul consultados pelo City Press avaliaram o quadro em 20 mil rands (1700 euros) e desconheciam o autor. O anterior recorde pertencia ao internacionalmente reconhecido William Kentridge, cuja obra A Película alcançou 2,2 milhões de rands (186 mil euros) num leilão em Joanesburgo, em 2011.
 

Mandela encontra-se actualmente na sua casa de Joanesburgo debaixo de permanente vigilância médica depois de ter passado cerca de duas semanas hospitalizado em Dezembro.