Comité Olímpico exige a Armstrong que devolva medalha

Depois de ter perdido os sete títulos na Volta à França, ex-ciclista tem de devolver bronze conquistado em 2000.

Foto
JOEL SAGET/AFP

Lance Armstrong já tinha sido banido do desporto e a União Ciclista Internacional (UCI) já lhe tinha retirado todos os títulos conquistados desde 1 de Agosto de 1998, incluindo o recorde de sete triunfos na Volta à França. Agora é a vez de o Comité Olímpico Internacional (COI) exigir a devolução na medalha de bronze que o americano ganhou nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000.

A notícia foi confirmada às agências AFP e Reuters por um porta-voz do Comité Olímpico. O COI escreveu a Armstrong na quarta-feira à noite, um dia antes de ser transmitida na televisão a primeira parte da entrevista em que o ex-ciclista confessa o recurso a doping durante a sua carreira.

Na última década, Lance Armstrong sempre negou ter-se dopado e usou frequentemente o argumento de que era o atleta que mais vezes foi submetido a testes anti-doping, dando sempre resultado negativo.

Mesmo depois de ex-companheiros de equipa terem publicamente assumido que se tinham dopado (e que Armstrong também o fazia), o norte-americano continuou a negar.

Os testemunhos, no entanto, foram suficientes para a Agência Antidopagem dos Estados Unidos considerar Armstrong culpado e propor à UCI a retirada de todos os títulos, o que veio a acontecer.

A confissão a Oprah Winfrey, gravada na segunda-feira, será transmitida nesta quinta-feira, nos EUA (madrugada de sexta-feira em Portugal).