Desobediência de piloto terá estado na origem do acidente que causou dois mortos em Mortágua

Chegada quando a prova já decorria causou confusão na pista e levou ao embate entre participantes

A desobediência de um participante numa prova motorizada terá estado na origem de um acidente com três “moto 4”, em Mortágua, que provocou hoje dois mortos e um ferido ligeiro, disse à Lusa o comandante dos bombeiros locais.

O acidente ocorreu antes do meio-dia numa estrada de terra batida, durante a décima segunda prova de resistência todo-o-terreno, organizada pelo Centro Social, Recreativo e Cultural de Chão Miúdo, na freguesia de Sobral.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Mortágua, Joaquim Gaspar, disse aos jornalistas que “dois indivíduos que chegaram mais tarde” ao local de partida “não obedeceram às ordens da organização e entraram na pista”. “Como se tratava de uma prova de resistência, depois de saírem os concorrentes há um elemento da organização que altera o trajecto e esses indivíduos entraram em sentido contrário e foi por isso que colidiram uns contra os outros”, explicou.

Esta foi também a versão recolhida no local junto de pilotos que não chegaram a participar na prova, que foi imediatamente cancelada, embora com a indicação de que apenas um dos concorrentes terá continuado o trajecto e entrado em contramão.
As vítimas, de 25 e 39 anos, eram de Vila Nova de Tazém (Gouveia) e Tondela, respectivamente, tendo o óbito sido declarado no local, informou ainda o comandante dos Bombeiros de Mortágua. O terceiro sinistrado foi transportado para os Hospitais da Universidade de Coimbra, mas sem inspirar grandes cuidados.