Vítor Pereira: “Há duas expulsões claríssimas, que só não vê quem não quer”

O treinador do FC Porto queixou-se da arbitragem de João Ferreira no “clássico”, que terminou empatado 2-2.

Foto
Vítor Pereira não ficou nada satisfeito Francisco Leong/AFP

Foi um Vítor Pereira visivelmente agastado que se apresentou na entrevista rápida com a Sport TV, após o final do Benfica-FC Porto (2-2). E foi tão rápida que não durou mais que uns instantes: o técnico dos “dragões” soltou meia dúzia de frases, atacou a arbitragem e retirou-se intempestivamente.

Vítor Pereira começou por enaltecer o trabalho dos seus jogadores e dar os parabéns aos adeptos: “Quero dar os parabéns à minha equipa, porque jogou com qualidade e procurou impor o seu jogo.”

“Lamento três foras-de-jogo mal tirados que nos dariam a possibilidade de nos isolarmos para golo. Duas expulsões claríssimas, que só não vê quem não quer. Os últimos 15 minutos do Benfica deviam ter sido jogados com menos dois”, disse depois o treinador do FC Porto.

“Vi o grande Benfica a jogar nas segundas bolas e com bola para a frente”, acrescentou Vítor Pereira, antes de se retirar de forma precipitada.

O treinador do FC Porto acrescentaria mais algumas frases às suas declarações na conferência de imprensa, queixando-se de não terem sido expulsos Maxi Pereira e Matic. “Isto não beneficia o futebol. O Benfica é isto, o que não me surpreende”, vincou Vítor Pereira, abandonando a sala após responder a apenas uma pergunta.

Sugerir correcção