Direcção da entidade que gere domínios da Internet demite-se

FCCN vai ser integrada na Fundação para Ciência e Tecnologia. Presidente demissionário denuncia "nacionalização".

Foto
Pedro Veiga diz que a decisão do Governo contraria as recomendações internacionais DR

A direcção da Fundação para a Computação Científica Nacional (FCCN), que gere o domínio .pt e a infraestrutura de Internet do ensino superior, apresentou nesta terça-feira a demissão, em protesto contra a integração na Fundação para Ciência e Tecnologia.

“Não nos identificamos com modelo que o Governo quer implementar e apresentámos a demissão”, revelou à TSF Pedro Veiga, o presidente da FCCN.

Pedro Veiga considera “absurda” a integração da FCCN na Fundação para Ciência e Tecnologia, considerando que se trata de “uma nacionalização do domínio de Internet de Portugal”, o que “vai contra as recomendações da Comissão Europeia e do Parlamento Europeu”.

“Discordamos profundamente deste modelo. A Fundação para Ciência e Tecnologia sempre foi ao longo dos anos uma entidade financiadora do sistema científico e a FCCN é uma instituição que gere infra-estruturas muito avançadas para o sistema científico e para o ensino superior”, explicou Pedro Veiga, prosseguindo. “Basicamente, gerimos a rede que interliga as universidades e uma série de serviços para essa rede. Não existe nos países desenvolvidos uma mistura de funções entre a entidade financiadora e a entidade operacional.”

Apesar de considerar que não há riscos, a curto prazo, na gestão da rede, Pedro Veiga mostrou-se preocupado com a possibilidade de os técnicos especializados que integram a fundação “comecem a sair para o sector privado”.

A FCCN é uma instituição privada sem fins lucrativos, fundada em 1987. Em declarações ao PÚBLICO, Pedro Veiga já se tinha mostrado estupefacto com a decisão do Governo.