Berlusconi vai pagar três milhões de euros por mês à ex-mulher

Divórcio multimilionário concluído após três anos de um processo litigioso que opôs o ex-chefe de governo italiano e Veronica Lario.

Lario e Berlusconi estiveram casados quase 30 anos
Foto
Lario e Berlusconi estiveram casados quase 30 anos Alessandro Bianchi/Reuters

Cem mil euros por dia, três milhões por mês, 36 milhões por ano. Esta é a quantia que Silvio Berlusconi deverá pagar à ex-mulher Veronica Lario, segundo um acordo de divórcio alcançado durante o último Natal e tornado público nesta sexta-feira pela imprensa italiana.

Após três anos de um processo de divórcio litigioso que agora chega ao fim, Veronica Lario, 56 anos, terá conseguido um acordo que a manterá multimilionária, mas que ficou abaixo do que exigia. A mulher de Berlusconi há mais de 30 anos, que avançou com o pedido de separação em 2009 depois de um escândalo que envolveu o italiano, de 76 anos, e uma jovem de 17 anos, pretendia receber 43 milhões de euros por ano. Berlusconi tinha feito uma contraproposta de 300 mil euros mês. Lario não conseguiu ficar com a mansão de Macherio, nos arredores de Milão, onde viveu durante 20 anos com Berlusconi e os seus três filhos, Barbara, Eleonora e Luigi, e que está avaliada em cerca de 78 milhões de euros.

O valor da pensão, decidida por um tribunal de Milão, foi calculado com base no artigo 156 do Código Civil italiano que prevê que a pessoa que se considera lesada mantenha o mesmo nível de vida que tinha durante o período de vida em comum. E no caso de Silvio Berlusconi o nível de vida é muito elevado. O italiano tem uma fortuna avaliada em cerca de 4400 milhões de euros, segundo a Forbes.

A chegada a acordo entre Lario e Berlusconi ainda não foi anunciada oficialmente. Nem o tribunal, nem os advogados fizeram qualquer comunicação sobre o caso.

O afastamento entre Lario e Berlusconi era há muito conhecido. Lario deixou mesmo de comparecer em cerimónias em que o protocolo previa a presença da mulher do primeiro-ministro. Em Maio de 2009, Lario disse ao jornal italiano La Repubblica que há dez anos pensava em separar-se do marido. Mas foi quando ficou a saber que Berlusconi estivera no aniversário de Noemi Letizia, uma jovem de 18 anos, filha de um dos seus amigos, que decidiu avançar com o divórcio. A jovem confessou aos jornalistas que conhece Berlusconi há muito tempo e que costuma encontrar-se com ele em Milão e Roma.

Houve depois o caso "Ruby". Uma bailarina de nigthclub, menor, que particiou em festas de Berlusconi na sua villa de Arcore, nos arredores de Milão, e com a qual o então primeiro-ministro foi acusado de ter tido relações sexuais.