Deputados gregos votam contra investigação a lista de suspeitos de fuga ao fisco

Comissão parlamentar decide contra a continuação da investigação sobre o que aconteceu à chamada lista Lagarde de gregos com contas em bancos suíços.

Deputados gregos votaram contra investigação sobre o que aconteceu à chamada "lista Lagarde"
Foto
Deputados gregos votaram contra investigação sobre o que aconteceu à chamada "lista Lagarde" Yiorgos Karahalis/Reuters

Os deputados da comissão das instituições parlamentares e de transparência votaram contra a continuação da investigação à chamada “lista Lagarde”, de gregos com contas na Suíça e que poderão ter fugido ao fisco.

 Este voto – que não exclui que possa ser feita uma investigação especial por um outro organismo parlamentar – foi feito depois da chegada oficial à Grécia da lista. A lista de mais de 2000 nomes, entregues em 2010 ao Governo grego pela então ministra das Finanças de França, Christine Lagarde, foi depois dada como perdida pelas autoridades de Atenas e tinha chegado oficialmente ao país na sexta-feira passada.

A comissão vetou, por uma pequena maioria (sete contra seis), um pedido do partido Syriza (coligação de esquerda radical) para que fosse investigada a razão do falhanço das autoridades em investigar a lista, conta o diário Kathimerini na sua edição em inglês. Os votos contra foram dos conservadores do Nova Democracia (excepto um deputado), dos socialistas do PASOK, do Esquerda Democrática (no governo em coligação com o Nova Democracia) e do Aurora Dourada (extrema-direita).

A lista que foi entregue entretanto às autoridades financeiras foi já alvo de grande polémica na Grécia. Um jornalista que divulgou os nomes, Costas Vaxevanis, foi prontamente acusado pelas autoridades, e muitos gregos não entendem como é que o processo do jornalista foi tão rápido enquanto as autoridades não tinham sequer começado a investigar as possíveis fugas ao fisco dos que têm as contas no estrangeiro.