Three Gorges compra 49% da EDP Renováveis por 359 milhões de euros

Accionista chinês reforça aliança com grupo EDP com investimentona área das renováveis.

A produção de electricidade da EDP Renováveis aumentou 17% em 2011, face ao ano anterior
Foto
A produção de electricidade da EDP Renováveis aumentou 17% em 2011, face ao ano anterior Rui Gaudêncio

A EDP Renováveis vai vender 49% do seu capital social à empresa China Three Gorges por 359 milhões de euros, de acordo com um comunicado enviado nesta quarta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Para além da Esta aquisição, a eléctrica chinesa pretende investir 2.000 milhões de euros na área das energias renováveis.

O comunicado enviado à CMVM refere que "a  EDP Renováveis, sociedade detida em 77,5% pela EDP, chegou hoje a acordo com a China Three Gorges para a venda de uma participação accionista representativa de 49% do capital social da EDP Renováveis e de 25% dos suprimentos realizados a esta sociedade, por um preço global de 359 milhões de euros".

A Three Gorges comprou, em 2011, uma participação de 21,35% da participação do Estado na eléctrica portuguesa, tornando-se desde então o maior accionista da EDP.   

O presidente da China Three Gorges, Cao Guangjing, reafirmou durante a conferência de análise à parceria com a EDP  o desejo de adquirir os restantes 4,14% de acções ainda controladas pelo Estado, adiantado que esse desejo já tinha sido manifestado ao Estado português, mas que ainda não havia calendarização.

A  linha de investimento  que será assegurada por uma instituição financeira chinesa, foi anunciada nesta quarta-feira durante a conferência.

Ainda na mesma cerimónia, António Mexia assinou também com Banco da China um empréstimo no valor de 800 milhões de euros. O empréstimo, que já tinha sido anunciado,  deverá satisfazer as necessidades de financiamento da eléctrica portuguesa até 2015, como afirmou o administrador financeiro da EDP, Nuno Alves.