Milhares de insectos "dormem" nas árvores de Natal e acordam com o calor da sala

"Ao sentirem o calor e a luz, os insectos crêem que a Primavera está de regresso e voltam à vida”, explicou uma bióloga da Universidade de Bergen, na Noruega

Milhares de aranhas e de insectos microscópicos "dormem" nas árvores de Natal e "acordam" no calor das salas lá de casa durante esta época do ano. 

Ácaros, aranhas, traças, psocopteras, collembolas... ao todo 25 mil destes pequeníssimos insectos foram detectados em árvores de Natal, segundo uma investigação conduzida pela Universidade de Bergen, na Noruega.

“Eles [insectos] hibernam. Habitualmente, esvaziam o corpo dos seus fluidos e ficam completamente inactivos. Porém, acordam assim que a árvore [de Natal] se encontra no calor da sala.

Ao sentirem o calor e a luz, crêem que a primavera está de regresso e voltam à vida”, explicou a bióloga Bjarte Jordal, citada pela agência AFP.

Bichinhos invisíveis

Mas nada de alarmes, sossega a especialista em insectos, lembrando que os bichinhos são, na maior parte dos casos, invisíveis a olho nu e que se mantêm na árvore de Natal.

De acordo com a bióloga, é necessário sacudir vigorosamente a árvore em cima de um pano branco para as pessoas se aperceberem da presença dos insectos, que, assegurou, não apresentam qualquer perigo para os comensais ou para... os móveis.

Sugerir correcção