Lucho e Otamendi constroem triunfo de um FC Porto que não fez poupanças

Golos dos dois argentinos valeram estreia vitoriosa dos “dragões” no Grupo A da Taça da Liga, frente ao Nacional.

Lucho fez o primeiro golo do FC Porto frente ao Nacional
Foto
Lucho fez o primeiro golo do FC Porto frente ao Nacional Adriano Miranda

A Taça da Liga não é uma prova propriamente querida pelo FC Porto. Já em várias ocasiões os dirigentes portistas desvalorizaram publicamente a competição. Voltou a ser o caso nesta quarta-feira, quando o presidente Pinto da Costa, que falava no final da sessão de apresentação dos resultados do novo empréstimo obrigacionista dos “dragões”, disse que “todos os jogos do FC Porto são importante, mas este [com o Nacional] é menos, pela prova que é”. O treinador Vítor Pereira pareceu ter opinião diferente, e na visita aos insulares não fez poupanças – à excepção de entregar a baliza a Fabiano, habitual suplente de Helton. O resultado foi uma vitória tranquila, com uma exibição consistente.

Os “dragões” não jogavam há uma semana e meia, depois de terem visto ser adiado o encontro frente ao Vitória de Setúbal para a I Liga (será disputado a 23 de Janeiro), devido ao mau tempo, mas essa paragem forçada não afectou a equipa. Depois de uma mão cheia de oportunidades desperdiçadas (Gottardi e a defesa do Nacional foram adiando o golo do FC Porto), os “dragões” chegaram à vantagem aos 32’. O colombiano James Rodríguez cruzou na direita e o argentino Lucho González cabeceou para o 1-0.

O Nacional também colocou Fabiano à prova, em especial através de Candeias, mas o guarda-redes normalmente suplente dos portistas correspondeu.

A equipa de Vítor Pereira até podia ter chegado ao intervalo com uma vantagem mais folgada, mas valeu Gottardi ao Nacional, com um par de defesas a manter a diferença mínima.

Na segunda parte, o bicampeão nacional manteve a mesma dinâmica e chegar ao segundo golo foi um pequeno passo, anunciado por dois lances anteriores com perigo relativo para a baliza de Gottardi. Num lance que começa a partir de um livre, o defesa argentino rematou rasteiro e alargou a vantagem do FC Porto.

O Nacional ainda voltou a ameaçar Fabiano, mas a partir daí os “dragões” dominaram os acontecimentos. E até podia ter ampliado o resultado, mas Defour e Jackson Martínez não conseguiram bater Gottardi.

O FC Porto volta a jogar para a Taça da Liga no dia 30 de Dezembro. A equipa de Vítor Pereira visita o terreno do Estoril-Praia, na segunda jornada do Grupo A.

Ficha de jogo
Nacional, 0
FC Porto, 2

Estádio da Madeira, no Funchal
Assistência Cerca de 600 espectadores

Nacional Gottardi, João Aurélio, Manuel da Costa, Mexer, Marçal, Moreno, Jota (Claudemir, 46’), Candeias, Isael (Diego Barcellos, 57’), Mateus e Keita (Rondón, 67’). Treinador Manuel Machado.

FC Porto Fabiano, Danilo, Otamendi, Mangala, Alex Sandro, Defour, João Moutinho (Christian Atsu, 73’), Lucho González (Fernando, 58’), Silvestre Varela, James Rodríguez (Castro, 65’) e Jackson Martínez. Treinador Vítor Pereira.

Árbitro Bruno Esteves (Setúbal).

Golos 0-1, por Lucho González, aos 32’; 0-2, por Otamendi, aos 52’.