Cavaco não vai ceder a pressões relativamente ao Orçamento do Estado

Lei está a ser "analisada com todo o cuidado", declara Cavaco Silva.

As eleições antecipadas impediram que Cavaco Silva tivesse recebido o prémio em 2011
Foto
Cavaco Silva vai estar presente no funeral de Nelson Mandela Enric Vives-Rubio

O Presidente da República, Cavaco Silva, afirmou esta segunda-feira que a lei do Orçamento do Estado (OE) para 2013 "está neste momento a ser analisada com todo o cuidado" e reiterou que não cederá a nenhuma pressão.

"A lei do OE para 2013 está neste momento a ser analisada com todo o cuidado, é uma lei muito complexa, tem cerca de 250 artigos, o Governo levou vários meses a preparar o Orçamento, a Assembleia mais de um mês a discuti-lo", afirmou Cavaco Silva aos jornalistas, à margem da apresentação de um projecto de judo de inclusão social, em Lisboa.

O chefe de Estado reiterou que não cederá "a nenhuma pressão" e disse que o OE "é apenas uma das 20 leis e decretos" que está neste momento a analisar.

"Tomarei a decisão tendo em conta os pareceres jurídicos aprofundados que mandei fazer e tendo em conta a minha avaliação do superior interesse nacional", afirmou.