Atentados matam pelo menos 47 pessoas no Iraque

Polícias, soldados, xiitas e shabaks vítimas de ataques nesta segunda-feira.

Foto
Efeitos de explosão de domingo em Kirkuk, no Curdistão iraquiano Ako Rasheed /Reuters

Uma série de atentados contra forças de segurança, xiitas e a minoria shabak, fizeram nesta segunda-feira pelo menos 47 mortos e seis dezenas de feridos no Iraque, anunciaram fontes policiais e hospitalares.

Perto de Mossul, no Norte, um atentado com um carro armadilhado matou sete pessoas na cidade de Khaznah, maioritairamente habitada pela comunidade shabak, uma minoria oriunda do xiismo. Na própria cidade de Mossul, homens armados dispararam contra um posto de controlo militar e mataram um soldado.

Na cidade de Tuz Khurmatu, no Norte, dois atentados com viaturas armadilhadas contra uma mesquita xiita mataram cinco pessoas. Os xiitas, maioritários no Iraque, são frequentemente alvo de acções de sunitas.

Numa auto-estrada a Oeste de Tikrit, três homens armados dispararam contra um posto de controlo, matando um polícia. Perseguidos por uma patrulha, abandonaram o seu veículo, armadilhado, tendo a explosão provocado a morte de quatro outros elementos das forças de segurança.

Em Buslaibi, a Norte de Bagdad, uma bomba explodiu na estrada à passagem de uma patrulha militar, causando a morte de três soldados. Uma pessoa morreu também no rebentamento de uma bomba perto de Baqouba. E perto de Djouail a explosão de uma viatura armadilhada provocou um morto e feriu pelo menos dez peregrinos xiitas iranianos.

Na cidade de Rutba, província de Anbar, ataques com morteiros fizeram dois mortos.

No domingo, um ataque à bomba e explosões no Curdistão iraquiano, incluindo em Kirkuk, 250 quilómetros a norte de Badgdad, provocaram a morte de pelo menos nove pessoas.

Um ano depois da partida dos últimos soldados dos Estados Unidos, a 18 de Dezembro de 2011, após uma guerra de quase nove anos, que custou a vida a dezenas de milhares iraquianos e a milheres de norte-americanos, a violência continua a marcar o dia a dia do Iraque.