Maxi Pereira diz que situação do Sporting “é uma lástima”

O futebolista do Benfica confessou-se surpreendido com ao mau momento dos "leões", tendo em conta “os bons jogadores” que têm no plantel.

Maxi Pereira  vai falhar o jogo deste domingo em Vila do Conde devido a um problema muscular na coxa direita.
Foto
Maxi não acredita que o Sporting desça de divisão Francisco Leong/AFP (Arquivo)

“Sim, surpreende-me porque acho que tem bons jogadores e é uma lástima que esteja como está”, disse o internacional uruguaio, após uma visita ao Hospital da Estefânia juntamente com alguns dos seus colegas Rodrigo, Luís Martins e Rúben Pinto, os dois últimos da equipa B.

No entanto, Maxi Pereira não acredita num cenário de descida de divisão por parte do rival: “Creio que isso não está em causa, até porque, como disse, tem bons jogadores. Não me compete falar do Sporting, mas acredito que vão sair da situação em que estão. Seria bom para o futebol português que isso acontecesse”.

Virando-se para outro rival, o FC Porto, Maxi Pereira desvalorizou o embate entre ambos, no estádio da Luz, a 13 de Janeiro, porque “ainda está distante” e “nada decide”, mas admitiu que vai ser “muito difícil”, mesmo para um Benfica que “está muito forte”.

“Já contávamos chegar a esta altura fortes como estamos, o grupo está muito confiante e queremos continuar assim, tendo noção que o ano acaba, mas a época não, e que o mais importante está por vir”, disse o lateral direito “encarnado”, na certeza de que o campeonato “só se decide lá mais para a frente”.

Todavia, reconheceu que acabar o ano na liderança, à frente do FC Porto, “é importante”, mas relembrou que o que conta “não é como o campeonato vai a meio, mas como termina”.

Questionado acerca da indisciplina táctica que lhe é imputada por comentadores e críticos, e que põe em causa, por vezes, os equilíbrios defensivos, Maxi Pereira reagiu assim: “Tacticamente indisciplinado, eu? Quem disse isso? A mim só me interessa o que diz o treinador, que é quem me treina e quem trabalha comigo todos os dias”.

Falando acerca da visita ao Hospital da Estefânia, onde um grupo de jogadores do Benfica se deslocou para conviver com crianças internadas e oferecer algumas prendas de Natal, Maxi Pereira salientou a importância da iniciativa da Fundação Benfica.

“Trazer uma prenda a estas crianças é um gesto bonito e que nos permite, também, contactar com uma realidade fora do futebol”, disse Maxi Pereira, para quem ver a reacção e a felicidade das crianças foi “algo emocionante”.