Ípsilon

Reportagem

Novos dramaturgos: eles fazem um drama da crise

A crise é ficção, invenção do poder. Existe a partir do momento em que a palavra é dita. E, quando existe, a realidade supera a ficção. No teatro, como nos dizem quatro dramaturgos entre os 35 e os 40 anos, é possível desconstruí-la ou recusá-la. Fazer uma revolução?