Família da enfermeira do hospital de Kate deve receber mais de 300 mil libras

Documento oficial da autópsia só é conhecido na quinta-feira, mas primeiros dados apontam para suicídio.

Foto
Foto de Jacintha Saldanha fornecida pela família DR

Estes são já dados do relatório da autópsia que começam a ser avançados pelos media britânicos, ainda antes de ser revelado o documento oficial na quinta-feira.

O corpo da enfermeira, de 46 anos, mãe de dois filhos, que trabalhava há quatro anos naquele hospital, foi descoberto pelas 9h30 de sexta-feira passada, diz o Guardian. Segundo o tablóide Daily Mail, a mulher ainda tinha sinais de vida quando foi encontrada no apartamento e foram feitos esforços para a reanimar, mas sem sucesso.

A família de Jacintha Saldanha deve receber mais de 300 mil libras (cerca de 371 mil euros) da estação de rádio de Sydney 2Day FM, onde trabalham os apresentadores que fizeram o “apanhado” – a enfermeira atendeu a chamada da pessoa que deu a entender ser a rainha de Inglaterra, e passou-a a outra colega, que deu informações sobre o estado de saúde da duquesa de Cambridge, que sofria de uma forma grave de enjoos da gravidez.

A Southern Cross Austereo, a empresa proprietária da rádio, criou um fundo em benefício da família. “Lamentamos muito o que o aconteceu. É uma tragédia terrível e os nossos pensamentos continuam a estar com esta família”, disse Rhys Holleran, o director executivo da companhia.

Numa entrevista no programa A Current Affair na passada segunda-feira, do canal Nine Network, os locutores Mel Greig e Michael Christian disseram, entre lágrimas, estar “destroçados e desgostosos” com a morte de Jacintha Saldanha.

“Não consigo parar de pensar nisto, desde que aconteceu”, disse Mel Greig, que recorda a primeira pergunta que fez a si própria quando soube do que aconteceu: “Será que ela era mãe?”. E acrescentou, comovida: “Só queria estar com eles [os familiares], para lhes dar um grande abraço e pedir desculpa.”