Sporting continua a ser um dos adversários preferidos de Óscar Cardozo

O avançado paraguaio do Benfica bisou no duelo com o rival de Alvalade.

Cardozo foi o melhor do Benfica
Foto
Cardozo foi o melhor do Benfica Francisco Leong/AFP

Não fosse Marcos Rojo estar na frente de Óscar Cardozo no lance do primeiro golo do Benfica e, provavelmente, o avançado paraguaio teria conseguido nesta segunda-feira chegar aos dez golos marcados frente aos “leões”. Como foi contabilizado um autogolo ao defesa argentino do Sporting, Cardozo chegou aos nove frente ao rival lisboeta depois dos dois golos que marcou ontem no derby.

Foi a segunda vez que Cardozo bisou frente ao Sporting. Em 2010-11, o paraguaio marcou os dois no triunfo por 2-0 no Estádio da Luz. A cumprir a sua sexta época com a camisola dos “encarnados”, “Tacuara” já defrontou o Sporting em 15 ocasiões, tendo marcado em pouco menos de metade deles. Dos jogos em que marcou, o Benfica só não ganhou dois, ambos para o campeonato, um empate (1-1) em Alvalade a 2 de Março de 2008 e uma derrota (3-2) a 21 de Fevereiro de 2009, também em Alvalade.

Desde que chegou ao futebol português em 2007, Cardozo só não marcou ao Sporting na temporada anterior. Sendo o habitual marcador de penáltis dos “encarnados”, o seu primeiro golo de ontem foi o primeiro que marcou desta forma aos “leões”. Com estes dois golos, o paraguaio voltou a ser o melhor marcador do Benfica no campeonato, passando a somar sete (quatro deles de penálti), mais um que Lima, mas ainda longe do colombiano do FC Porto Jackson Martínez (10, um de penálti) e do camaronês do V. Setúbal Meyong (nove, quatro de penálti), e empatado com João Tomás (Rio Ave) e James Rodríguez (FC Porto).

Em todas as competições, o paraguaio reforçou o seu estatuto como o melhor goleador benfiquista, passando a somar agora 13 golos, exactamente um terço dos golos marcados pelo Benfica (39). Em 230 jogos oficiais que já fez com a camisola do Benfica, Cardozo já leva 141 golos marcados, tendo sido o melhor marcador “encarnado” em todas as épocas.

Do lado do Sporting, o holandês Ricky van Wolfswinkel voltou a marcar ao Benfica, ele que já o tinha feito na época anterior, de penálti, no triunfo “leonino” por 1-0, em Alvalade, a contar para a 26.ª jornada da Liga. O holandês é, de longe, o melhor marcador “leonino” nesta fraca época, tendo marcado nove dos 22 golos em todas as competições — só houve mais um jogador a marcar mais do que um, Carrillo, que marcou dois. No campeonato, Wolfswinkel, que marcara 25 golos na sua época de estreia em Portugal, é responsável por quatro dos dez golos “leoninos” no campeonato.