"Este não foi um jogo para dez cartões amarelos e um vermelho", diz Vítor Pereira

Treinador do FC Porto considerou que árbitro foi demasiado zeloso em termos disciplinares. José Peseiro considerou que vitória do Sp. Braga foi merecida e encerrou uma fase menos feliz dos minhotos.

Vítor Pereira estava satisfeito com o empenho dos seus jogadores apesar da eliminação da Taça de Portugal
Foto
Vítor Pereira estava satisfeito com o empenho dos seus jogadores apesar da eliminação da Taça de Portugal Miguel Riopa/AFP

Mesmo assumindo a responsabilidade pela eliminação do FC Porto da Taça de Portugal, Vítor Pereira criticou a actuação do árbitro, considerando que a jogo não justificou dez cartões amarelos e um vermelho. Peseiro considerou que o triunfo provou a qualidade do Sp. Braga.

"Assumo plenamente a gestão que fiz do plantel [deixando de fora alguns elementos importantes], mas quero dar os parabéns aos meus jogadores pela forma como se bateram. Estou muito satisfeito com o carácter que demonstraram", sintetizou Vítor Pereira, no final do encontro de Braga. Menos feliz estava com a actuação do árbitro Olegário Benquerença: "Esta não foi uma partida para serem mostrados 10 cartões amarelos e um vermelho. Nem de perto, nem de longe."

Já José Peseiro salientou a importância desta vitória para a equipa, salientando o facto de os seus jogadores terem conseguido dar a volta ao resultado depois de terem estado em desvantagem. "O contexto em que tem vivido a equipa não tem contribuído para a serenidade do grupo. Psicologicamente este resultado foi também positivo, para ajudar a consolidar um modelo de jogo. Veio dar mais autoconfiança. Sabemos jogar melhor, até mesmo do que jogámos hoje."

A concluir, o técnico bracarense, garantiu que pretende vencer o Galatasaray, na próxima semana, na última jornada da Liga dos Campeões, para a sua equipa sair da competição (onde já está eliminada), de "cabeça erguida".

 
 
 

Sugerir correcção