Mano Menezes despedido da selecção brasileira

Dois dias depois de ganhar o Super-clássico das Américas, o técnico foi demitido.

Mano Menezes durou pouco mais de dois anos no cargo
Foto
Mano Menezes durou pouco mais de dois anos no cargo Enrique Marcarian/Reuters

A decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) foi tomada e comunicada a Mano Menezes nesta sexta-feira.

Mano Menezes deixa o comando técnico da selecção brasileira após dois anos e quatro meses no cargo. O treinador foi contratado em Julho de 2010, para suceder a Dunga, após o mau desempenho no Mundial da África do Sul.

A demissão de Mano Menezes foi decidida após uma reunião dos dirigentes da Confederação Brasileira de Futebol.

O nome do novo seleccionador do Brasil deverá ser anunciado apenas no início de Janeiro, de acordo com a imprensa brasileira. Entre os principais candidatos já apontados incluem-se Luiz Felipe Scolari, Muricy Ramalho (treinador do Santos) e Tite (treinador do Corinthians).

A decisão para a saída de Mano Menezes foi justificada por Andrés Sanchez, director de selecção da CBF, por aquela entidade pretender uma nova metodologia para a equipa. “O presidente [José Maria Marín] quer novos rumos de metodologia para a equipa, novos planeamentos”, afirmou Sanchez, em conferéncia de imprensa.

 O director de selecções realçou que a demissão não foi devido a maus resultados, apesar de a equipa ter sido eliminada nos quartos-de-final da Taça América em 2011 e de ter perdido a final olímpica para o México neste ano.

“Não foi por resultados negativos. Se fosse por isso, sairia no início do ano, que tinha piores resultados. O presidente entendeu que tem que mudar desta maneira”, disse.