Governo demite Ana Manso da Unidade Local de Saúde da Guarda

Antiga deputada do PSD afastada do cargo após relatório da Inspecção de Saúde que a acusava de “excessiva centralização de competências”.

A gestão de Ana Manso na ULS ficou marcada pela nomeação do marido para auditor
Foto
A gestão de Ana Manso na ULS ficou marcada pela nomeação do marido para auditor DR

Ana Manso já não preside ao conselho de administração (CA) da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda. O Conselho de Ministro aprovou esta quinta-feira a dissolução do CA daquela unidade de saúde, que era até aqui liderado pela ex-deputada social-democrata, e nomeou uma nova equipa directiva.

A demissão de Ana Manso, administradora hospitalar de carreira, há muito que era esperada, mas o ministro da Saúde, Paulo Macedo, só decidiu afastá-la depois de ter em seu poder as conclusões da auditoria feita pela Inspecção-Geral das Actividades em Saúde ao seu exercício no cargo. As conclusões da auditoria são arrasadoras para a ex-deputada do PSD, acusando-a de “excessiva centralização de competências geradora de instabilidade gestionária e de entropia no processo de decisão”.

A gestão de Ana Manso à frente daquela unidade ficou marcada pela polémica nomeação do marido, Francisco Pires Manso, para auditor interno da ULS, uma escolha que deu na altura origem a uma tempestade de críticas e acusações de favorecimento familiar.

A ex-administradora seria forçada a demitir o seu marido no mesmo dia em que o nomeou, depois da intervenção do ministro Paulo Macedo. Mesmo assim, Ana Manso declarou que a designação do marido para o cargo “cumpriu escrupulosamente todos os procedimentos”.

O afastamento de Ana Manso da administração era já dado esta semana como garantido na ULS e ontem a ex-deputada do PSD terá comunicado internamente a sua saída. Tinha assumido funções a 13 de Dezembro de 2011.

O actual director do Agrupamento de Centros de Saúde da Cova da Beira, Vasco Lino, será a partir de agora o novo presidente da administração da ULS da Guarda, e o médico Gil Barreiros foi escolhido para a direcção clínica dos cuidados de saúde primários. A médica endocrinologista Fernanda Maçoas será a directora clínica com a área hospitalar. Para o cargo de enfermeiro director, a escolha do Ministério da Saúde recaiu em João Marques, que substituirá no lugar a sua mulher, Ester Vaz. 

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações