Salários em atraso até Setembro são mais do dobro do que todo o ano de 2011

Até Setembro, já tinham sido detectados 16.817 trabalhadores com salários em atraso
Foto
Até Setembro, já tinham sido detectados 16.817 trabalhadores com salários em atraso Nuno Ferreira Santos

Nos primeiros nove meses de 2012, o número de trabalhadores com salários em atraso já tinha aumentado para mais do dobro do número de todo o ano de 2011. Os dados são da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), noticia nesta terça-feira o Diário Económico.

Estes números foram fornecidos pela ACT aos parceiros sociais e serão discutidos na reunião da concertação social desta terça-feira.Até Setembro, já tinham sido detectados 16.817 trabalhadores com salários em atraso. Ou seja, em nove meses, aumentou em 134,7% face a todo o ano passado, quando o número foi de 7166.

A ACT detectou também mais do dobro das empresas com salários em atraso do que em todo o ano anterior. Passaram de 707 para 1495, em Setembro.

Ao mesmo tempo, o total das dívidas das empresas à Segurança Social diminuiu 11,8%, para um total de um milhão de euros.

Já a dívida dos trabalhadores era de 4500 milhões em Setembro, o que corresponde a um aumento de 39,5% face ao ano anterior. Ainda assim, a dívida média por trabalhador à Segurança Social é 40,6% mais baixa do que no ano anterior: desceu de 450 euros para 267.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações