Conferência tem lugar esta quinta-feira na Fundação Portugal-África, no Porto Conexão Lusófona
Foto
Conferência tem lugar esta quinta-feira na Fundação Portugal-África, no Porto Conexão Lusófona

Lusofonia: que oportunidades?

O número de cidadãos a circular entre países da CPLP é cada vez maior. Conferência vai debater esta quinta-feira as oportunidades que cada país oferece

Que oportunidades oferecem aos falantes de língua portuguesa os países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) hoje em dia? O debate “Novas oportunidades profissionais e pessoas na Lusofonia”, organizado pela Conexão Lusófona, vai juntar esta quinta-feira, 15 de Novembro, um painel de debate com empresas e cerca de 150 universitários para debater a crescente emigração na comunidade.

De acordo com dados da CPLP, divulgados em Junho de 2011, já há mais de um milhão de cidadãos a trocar o país de origem por países da organização.

O evento, que tem lugar na Fundação Portugal-África, no Porto, a partir das 15 horas, promete “apresentar as vantagens de seguir os estudos, desenvolver programas de estágio e procurar oportunidades de emprego na Lusofonia” e debater as vantagens competitivas que o “conhecimento multicultural do espaço de língua portuguesa” pode ter.

O painel de debate conta com as presenças do antigo Presidente da República e actual presidente da Fundação Portugal-África, Mário Soares, o presidente da Saer, Francisco Murteira Nabo, o secretário de Estado do Desporto e Juventude, Alexandre Mestre, o director de "marketing" do grupo Leya, Pedro Sobral, o jornalista da RDP África Gabriel Baguet Júnior, a socióloga Cármen Maciel e o ex-presidente da Inatel Vítor Ramalho.

A Conexão Lusófona é a primeira organização de jovens da Lusofonia e procura, desde 2006, estreitar laços entre falantes de língua portuguesa, com a realização de eventos culturais, projectos na área da educação e com a criação de projectos de fomento ao empreendedorismo.