Trabalho

Taxa de desemprego bate novo recorde e chega a 15,8%

Boas notícias para o emprego
Foto
Boas notícias para o emprego

Mais 44 mil desempregados em Portugal durante o terceiro trimestre deste ano colocaram a taxa de desemprego a um novo nível recorde: 15,8% da população activa.

De acordo com os dados publicados esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o número de desempregados em Portugal (seguindo os critérios adoptados pelo INE) ascendeu, durante o período de Julho a Setembro deste ano, a 871 mil pessoas. Houve uma subida de 181 mil face a igual período do ano passado e de 44 mil face ao segundo trimestre do ano.

A taxa de desemprego passou de 15% no segundo trimestre para 15,8% agora. No terceiro trimestre de 2011 este indicador estava em 12,4%.

A escalada do desemprego em Portugal tem-se verificado, com pequenos período de interrupção, durante a última década. Durante o último ano, em que se sentiram os efeitos das políticas de austeridade acordadas com a troika, a subida tem sido particularmente acentuada, colocando a taxa de desemprego a níveis nunca vistos em Portugal desde que há dados estatísticos disponíveis. No terceiro trimestre do ano, a economia, segundo dados também publicados esta quarta-feira pelo INE, registou uma quebra de 0,8% face ao período imediatamente anterior e de 3,4% face ao período homólogo do ano passado.Se ao número de desempregados "oficiais" juntarmos as pessoas que o INE regista como sendo "inactivos à procura de emprego mas não disponíveis" e "inactivos disponíveis mas que não procuram emprego", o total de pessoas em Portugal que pretende ter em emprego mas não consegue ascende é de 1144 mil pessoas.

Desemprego jovem continua a subir

Nos números hoje divulgados, nota-se ainda o acentuar de duas tendências recentes do mercado de trabalho em Portugal: a subida muito rápida do desemprego jovem e de longa duração.


Entre os jovens com idades entre os 15 e os 24 anos e que fazem parte da população activa, a taxa de desemprego subiu para uns nunca vistos 39%. São cerca de 175 mil jovens sem emprego, mais 25 mil do que há três meses atrás. No segundo trimestre, a taxa de desemprego entre os jovens estava em 35,5% e, no mesmo período do ano passado, em 30%.


A taxa de desemprego de longa duração também subiu, de 8% para 8,8%. São já 483 mil, as pessoas em Portugal que estão desempregadas há mais de um ano. A subida deste indicador face ao segundo trimestre do ano foi de 40 mil pessoas.

Primeiro-ministro espera maior subida no desemprego até 2013

Pedro Passos Coelho respondeu aos números desta quarta-feira, afirmando que a subida do desemprego "está linha" com as previsões do executivo, de acordo com a agência Lusa. O primeiro-ministro afirmou ainda que espera ver ainda um agravamento nos números do desemprego até que, antecipa, haja "uma inversão de ciclo em 2013".


"Sabemos que iremos ver aumentar um pouco mais o nível de desemprego antes de poder ver o seu declínio, o que acontecerá de forma sustentada com o crescimento sustentado da economia em 2014", disse o primeiro-ministro esta quarta-feira.

Notícia actualizada às 12h25 e às 15h02

Acrescentadas declarações do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.