Fotogaleria
Fotogaleria
rafaelaaaaraujo/Instagram

Apps de receitas e restaurantes para gulosos adeptos de tecnologias

Quase todos os segredos da cozinha da nossa avó, mas sem abrir um único livro de receitas. O papel está a cair em desuso. O prazer em comer nem por isso

Se uma das nossas avós imaginasse que em 2012 seria possível ver receitas e fazer listas de compras no telemóvel, talvez não tivesse passado à geração seguinte os segredos de cozinha e não houvesse um livro de receitas, todo escrito à mão, algures nas nossas famílias.

Mas a verdade é que o papel está cada vez mais a cair em desuso e, independentemente de gostarmos ou não, as novas tecnologias vieram para ficar. O melhor que temos a fazer é conhecer o que há de novo e tirar partido de ter tudo à distância de um clique, através de um ecrã, em qualquer sítio.

De resto, quem utiliza smartphones e tablets já sabe que o mundo das aplicações, palavra que passou a fazer parte do nosso dia-a-dia, não tem fim, com oferta para todos os gostos e necessidades.

PÚBLICO -
Foto
Raquel Lacerda e João Antunes são autores do blogue les bons vivants

Para quem gosta de comer e cozinhar, explorar aplicações de receitas, guias de restaurantes e outras do género é um prazer, além de ser útil! É da maneira que se pensa no que fazer para o jantar enquanto se está a caminho de casa, por exemplo, ou que se escolhe a que restaurante ir pesquisando a oferta na zona em que nos encontramos.

Experimentámos algumas aplicações e anotámos o que nos pareceu importante:

BBC Good Food (gratuita) – ao consultar esta aplicação encontra cinco sugestões diárias de receitas. As restantes podem encontrar obtendo «cook books» (pagos), cada um para um género diferente. As receitas são apresentadas de forma simples e intuitiva, indicando tempo de preparação, ingredientes (com possibilidade de fazer lista de compras), método de preparação e indicação de calorias e nutrientes. Além do mais pode ainda consultar uma secção de dicas, glossário, conversor de medidas e temporizador. É, portanto, uma aplicação bastante completa.

EatOut (4,49€) – Podemos encontrar duas versões da EatOut (guia de restaurantes em Lisboa), uma gratuita e outra paga. A diferença? A versão paga permite obter vouchers através de um simples sistema de créditos que se trocam por descontos e ofertas especiais em determinados restaurantes. O design é apelativo e os restaurantes estão organizados segundo preço, popularidade e distância (sendo que identifica os restaurantes mais perto de si).

Foodgawker (gratuita) – esta aplicação reúne milhares de receitas dos mais diversos sítios, apresentando de forma muito simples e elegante as fotografias dos pratos. Além de poder salvar as suas imagens favoritas para mais tarde consultar as receitas e partilhá-las através das redes sociais, pode ainda fazer pesquisa por categoria e popularidade.

Foodily (gratuita) – À semelhança do foodgawker esta aplicação de design apelativo reúne as mais variadas receitas, sendo que pode marcá-las se forem favoritas, ou se já as tiver experimentado. Pode também criar um perfil e fazer upload de fotografias de receitas, aguçando o apetite de possíveis seguidores.

Foodspotting (gratuita) – esta aplicação funciona como guia de restaurantes, mas ao invés de encontrarmos uma descrição destes, podemos ver os seus pratos. Como? São os próprios utilizadores e clientes que introduzem as imagens. Embora seja fácil de usar e permita ter uma ideia concreta do que podemos encontrar, fazendo pesquisa por proximidade, a falta de jeito para tirar fotografias pode não fazer justiça ao prato fotografado. Deveria ter a opção de introduzir o preço.

Lifecooler (0,89€) – em teoria esta aplicação poderia ser boa, mas não é: a pesquisa por restaurantes na proximidade não funciona, os descontos apresentados para determinados restaurantes têm data de 2011, e alguns dos preços médios apresentados não correspondem à realidade.

Receitas 15 qb Oliveira da Serra (gratuita) – esta aplicação portuguesa divide as receitas por tipo (petiscos, salada, sopa, carne, vegetariana, etc.), contando ainda com muitas receitas do chef Vitor Sobral, com a particularidade de que todas têm um tempo de preparação (diferente de confecção) de apenas 15 minutos Tem a possibilidade de pesquisar receitas a partir de uma lista de ingredientes, muita embora o resultado da pesquisa seja demasiado vasto para servir para alguma coisa...

De âmbito mais regional vale a pena espreitar as aplicações (gratuitas) Around Porto e a visit Algarve. Deixamos também a sugestão da aplicação Wine (gratuita), para pesquisa de vinhos, com indicação das notas dadas em provas e descrição pormenorizada do vinho.