Crónica de jogo

Os avançados do Benfica entendem-se bem

Cardozo fez dois golos
Foto
Cardozo fez dois golos Foto: Patrícia de Melo Moreira/AFP

Ninguém os separa. Pela quarta jornada consecutiva Benfica e FC Porto seguem empatados na frente da I Liga portuguesa. Depois do triunfo convincente por 5-0 dos portistas frente ao Marítimo, os “encarnados” cumpriram a sua missão da oitava jornada e triunfaram sobre o Vitória de Guimarães por 3-0, passando também a somar 20 pontos, mas marginalmente atrás dos campeões nacionais, com menos um golo na relação de marcados e sofridos.

Depois do que os portistas fizeram ao Marítimo na sexta-feira, o Benfica teria de dar uma resposta à altura, ou, pelo menos, suficiente para não deixar o rival sozinho na frente. Mas Jorge Jesus também tinha de fazer uma gestão de recursos a pensar no importante jogo da Liga dos Campeões da próxima quarta-feira, na Luz, frente ao Spartak. Ola John, Luisinho e Carlos Martins foram as novidades no “onze”, em detrimento de Gaitán, Melgarejo e André Gomes – quanto a Aimar, continua lesionado.

Missão cumprida na dupla função de poupar recursos e manter o comando partilhado. Mesmo com alguns soluços na circulação de bola e algumas peças que não encaixam muito bem (principalmente os dois do meio-campo, Martins e Matic), o Benfica foi dominador e eficiente quando precisou de o ser. De resto, pode agradecer a atenção do seu guarda-redes Artur, que salvou o Benfica do golo, aos 32’, com uma grande defesa a remate de Toscano, que surgiu completamente isolado na área benfiquista.

Falhou o Vitória na sua única oportunidade de golo, acertou o Benfica cinco minutos depois. Depois de várias boas tentativas, Ola John finalmente encontrou destinatário para os seus cruzamentos. O holandês meteu a bola na área com critério e Cardozo, sem marcação, cabeceou sem dificuldade para a baliza de Douglas. Jogo desbloqueado pelo paraguaio e caminho aberto para um triunfo sem grandes problemas.

Já com a jovem promessa André Gomes em campo (entrou para o lugar de Carlos Martins, lesionado, em cima do intervalo e acabou expulso, aos 80’), o Benfica garantiu a tranquilidade aos 48’. Addy faz falta sobre Salvio na área vimaranense e Cardozo não falhou na conversão do penálti. Nada a dizer, tal era o domínio “encarnado” e tão pouca era a resposta do Vitória. Aos 67’, o Benfica arrumou a questão, com Lima a fazer o 3-0, naquele que foi o seu quinto golo do campeonato pelo Benfica, a passe de Cardozo, que aumentou a sua contagem na Liga para seis. Competição saudável na frente de ataque do Benfica e resposta convincente para manter a liderança.

POSITIVO
Cardozo

Depois de alguns jogos com Lima a assumir o protagonismo, foi o paraguaio a ser a figura do jogo, com dois golos e uma assistência. Lima também marcou num jogo em que ficou bem claro que os dois são muito compatíveis.

Ola John
Tardava em justificar o elevado investimento feito na sua contratação, mas neste sábado o holandês deixou boas indicações a actuar no flanco esquerdo, com boas incursões e bons cruzamentos. A assistência que fez para o primeiro golo foi perfeita.

NEGATIVO
Vitória de Guimarães

A formação orientada por Rui Vitória teve a sua única oportunidade de golo quando o jogo ainda estava empatado, falhou-a e pouco ou nada mais fez para travar o adversário. João Ribeiro e Toscano ainda tentaram, mas tiveram pouca companhia.

Notícia actualizada às 22h44

Sugerir correcção