Os vencedores deste concurso poderão visitar empresas como a Google Yang and Yun's Album/Flickr
Foto
Os vencedores deste concurso poderão visitar empresas como a Google Yang and Yun's Album/Flickr

Queres ir a Silicon Valley?

Concurso propõe criação da aplicações para telemóveis. Os vencedores poderão visitar empresas como a Google ou o Facebook

O “Delta App Mobile Hackton” vai ter lugar em Lisboa, nos dias 3 e 4 de Novembro.

 

O evento propõe a criação de aplicações para telemóveis e reserva lugar para vinte equipas. Cada grupo terá que incluir três pessoas, que representarão as áreas de Gestão, Engenharia e Design.

 

Ao longo de 24 horas, estão previstos “workshops”, dedicados a questões relacionadas com as “startups”, a programação e os interfaces móveis. Os sistemas Android, iOS e Windows 8 estarão em destaque. Para além disso, as equipas terão que elaborar um esboço do projecto e apresentá-lo, perante um grupo de investidores. Depois desta apresentação, as equipas receberão opiniões sobre as propostas e poderão passar a ser acompanhados por mentores.

 

No dia 17 de Novembro, cada equipa apresentará o protótipo da aplicação e o modelo de negócio, diante de um júri que irá eleger o melhor projecto. A equipa vencedora irá viajar a Silicon Valley, para conhecer empresas como a Google, o Facebook ou o LinkedIn. Terá, também, a possibilidade de ter incubação, na Startup Lisboa.

 

A inscrição é individual e feita no site da iniciativa. A data limite para as candidaturas é 31 de Outubro. Uma vez seleccionado, cada candidato terá que pagar a quantia de 15 euros, destinada às refeições. 

 

As equipas serão formadas durante o evento. Para tal, a organização preparou algumas actividades que terão como objectivo criar dinâmicas de grupo e fomentar a discussão de ideias.

 

Miguel Gonçalves apresenta vários motivos para a realização de uma iniciativa como esta: "o 'mobile application' é uma área em que estamos envolvidos, que tem muito potencial de crescimento e em que Portugal tem condições para competir, a nível global, pelo talento e resiliência dos portugueses". O criativo vai mais longe e afirma que "não faz sentido Portugal estar fora desta área".

 

"As boas ideias não se vão perder, mesmo que não ganhem o concurso, uma vez que os empresários e investidores que vão acompanhar o evento estarão na disposição de apoiar os projectos com potencial", acrescenta.

 

A organização está a cargo do IEEE-IST, do BETCatólica e da Spark Agency e contará com o apoio da Samsung.