FC Porto

Vítor Pereira: "Não é com um jogo lento e denunciado que se vence o Estoril"

Foto
Foto: José Manuel Ribeiro/Reuters

O treinador do FC Porto, Vítor Pereira, quer agressividade defensiva e ofensiva, controlo de bola e ritmo forte para levar de vencido o Estoril-Praia, em jogo da sétima jornada da I Liga.

“Temos consciência que para vencer um adversário como o Estoril, em sua casa, temos que estar ao nosso melhor nível”, adiantou Vítor Pereira, que alertou, tendo como referência jogos anteriores, para a necessidade de “não baixar o ritmo”.

“A ideia que tenho das equipas como o Estoril, Rio Ave e Gil Vicente é a de que ilustram aquilo que são as qualidades dos treinadores portugueses e das equipas de nível médio”, explicou o treinador, que falava na antevisão da jornada.

“A análise que faço do Estoril é que é uma equipa com qualidade, organização defensiva, aproveita bem o momento de transição ofensiva e os lances de bola parada, tem jogadores rápidos e sabe muito bem jogar contra os ditos ‘grandes’”, defendeu.

Vítor Pereira referiu que estes são os argumentos válidos para se conquistar pontos e as equipas que não tiverem estas preocupações e forem demagógicas na forma como encaram os jogos não sobrevivem.

“Aquilo que queremos fundamentalmente neste jogo com o Estoril, com força e determinação, é mantermo-nos na frente do campeonato e simultaneamente na Liga dos Campeões, dando uma resposta forte”, justificou o terinador.

Para contrapor aos argumentos do Estoril, Vítor Pereira quer que a sua equipa seja agressiva, do ponto de vista defensivo e ofensivo: “Não é com um jogo lento e denunciado que se consegue destruir uma estrutura defensiva compacta como a do Estoril. Temos que ser agressivos, imprimir um ritmo forte e estarmos concentrados nos lances de bola parada”, referiu.