Gaspar garante que "IRS será mais progressivo em 2013”

Foto
Foto: Fernando Veludo/nFACTOS

“Estamos conscientes que a modificação do sistema [de IRS] representa uma redução significativa no rendimento das famílias”, admitiu Vítor Gaspar, salientando, contudo, que esta diminuição “é crescente com a capacidade contributiva”.

“Não pode haver dúvidas de que o sistema de IRS é progressivo. Era assim em 2012, será assim em 2013”, disse Vítor Gaspar, que está a ser ouvido na Comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública.

O ministro garantiu inclusive que, “em 2013, o IRS será mais progressivo do que em 2012”, visto que a taxa média efectiva do imposto aumenta mais para os níveis de rendimento mais elevados.

Vítor Gaspar defendeu que as mexidas no sistema de IRS – através da redução do número de escalões, de limites maiores às deduções e da sobretaxa de 4% - “é um exemplo paradigmático" do que o Governo pretende fazer para "aumentar a equidade na repartição" do sacrifício.

O ministro garantiu ainda que o impacto destas e das outras medidas de austeridade foi tido em conta na elaboração do cenário macroeconómico, que aponta para uma contracção do PIB de 1% no próximo ano.