Ciclismo

Alberto Contador e o caso Armstrong: "O ciclismo vai na direcção certa"

Contador e Armstrong nos tempos da Astana
Foto
Contador e Armstrong nos tempos da Astana Foto: Joel Saget/AFP

O espanhol Alberto Contador, antigo colega de equipa de Lance Armstrong na Astana, referiu-se ao norte-americano como o ciclista que mais o marcou. "Ele está a ser vítima de um ataque, que não sei até que ponto é merecido", vincou, embora ressalve que a decisão era inevitável.

"Lance fez muito pelo ciclismo. Graças a ele, muita gente nos EUA passou a saber o que é o Tour. Há grandes equipas americanas e ele contribuiu para tudo isso, por isso merece todo o meu respeito", continuou o espanhol, que perdeu um triunfo no Tour pecisamente por envolvimento num caso de doping.

Ainda assim, Contador reconhece que a União Ciclista Internacional (UCI) "não tinha escolha e foi praticamente obrigada" a sancionar o norte-americano, depois da publicação do relatório elaborado pela agência antidopagem dos EUA (USADA).

"A filosofia no ciclismo, no que respeita a dopagem, tem sido clara ao longo dos últimos anos e vai na direcção certa", acrescentou Contador, alertando para a necessidade de os verdadeiros adeptos da modalidade reflectirem sobre o presente e sobre o futuro.