Liga dos Campeões

Benfica compromete apuramento com derrota na Rússia

Foto
Foto: Grigory Dukor/Reuters

O Benfica perdeu em Moscovo (2-1), com o Spartak, na 3.ª jornada da Liga dos Campeões e complicou muito as contas do apuramento. Agora, os "encarnados" são os últimos do Grupo G.

Um golo de Rafael Carioca, aos 3', deixou o Benfica desorientado. A equipa de Jorge Jesus acusou a desvantagem: muitas perdas de bola, o jogo desligado na fase de construção e uma tremenda precipitação na altura de circular a bola. Resultado? O Spartak foi dominando e criando novas oportunidades, incluindo uma bola na trave.

Aos 33', porém, e um pouco contra a toada do jogo, Lima empatou num golpe de cabeça certeiro, após cruzamento de Salvio. Por momentos, a equipa serenou um pouco, mas voltou a abrir buracos na defesa e o Spartak aproveitou. A dois minutos do intervalo, um cruzamento da direita contou com a ajuda de Jardel, que fez autogolo.

No segundo tempo, o Benfica tentou ser mais pressionante, mas só o conseguiu a espaços. Cerca dos 70', Jesus trocou Rodrigo (muito apagado) por Cardozo e Bruno César por Gaitán. O argentino ainda sacudiu um pouco o jogo, mas houve sempre muita cerimónia na altura de alvejar a baliza de Rebrov. O Spartak (agora com três pontos) agradeceu e aproveitou para ultrapassar os "encarnados" (um ponto) na classificação.