Rui Costa tem recebido várias distinções DR
Foto
Rui Costa tem recebido várias distinções DR

"Young Investigator Award" para o português Rui Costa

Pela contribuição que deu à investigação em neurociências em Portugal, Rui Costa recebe este sábado o "Young Investigator Award", prémio de elevado prestígio internacional

O investigador principal do programa de neurociências da Fundação Champalimaud, Rui Costa, vai ser distinguido este sábado pelo seu percurso profissional, com o Young Investigator Award da Society for Neuroscience, prémio de prestígio internacional, no valor de 15 mil dólares. O presidente do comité que atribui o Young Investigator Award (Prémio do Jovem Investigador) destacou a contribuição que Rui Costa deu à investigação em neurociências, em Portugal.

O investigador português é um dos dois únicos galardoados com o prémio, este ano. Trata-se de um prémio de carreira, que distingue todo o trabalho de investigação feito pelo investigador, e não um trabalho em particular. Este prémio é o mais recente de uma série de distinções que Rui Costa tem recebido, em reconhecimento pela investigação que tem vindo a desenvolver, na área da neurobiologia de acção. O seu trabalho procura decifrar os mecanismos escondidos por trás da capacidade de aprendizagem e de aquisição de novas competências.

Além de ajudar a perceber os mecanismos neurais básicos, as suas descobertas podem também ter implicações na compreensão e tratamento das doenças neurodegenerativas, como a doença de Parkinson. O prémio vai ser entregue no dia 15 de Outubro, durante o encontro anual da Society for Neuroscience - sociedade norte-americana para as neurociências -, em Nova Orleães. Este encontro reúne anualmente, desde 1971, neurocientistas de todo o mundo, e é o local de excelência para apresentação dos trabalhos de investigação mais recentes nesta área, indica a Fundação Champalimaud. O encontro reúne cerca de 30 mil participantes.