ralmonline/Flickr
Foto
ralmonline/Flickr

Erasmus: transferência de fundos da Comissão Europeia pode não chegar

Comissão Europeia vai propor à UE uma transferência de fundos que apoie o programa Erasmus. Mas o valor reunido pode não chegar para quem participa no segundo semestre

Foi em comunicado que a Comissão Europeia (CE) reagiu às notícias dos últimos dias, que apontam para a insustentabilidade do programa Erasmus. Segundo o jornal "Expresso", o valor da dívida da União Europeia (UE), neste departamento, aproxima-se dos dez mil milhões de euros.

No ano em que se comemorou o 25.º aniversário do conceituado programa de intercâmbios, estas notícias não são bem vindas e, em comunicado, a CE já deu conta que vai propor, à União Europeia, "a transferência de quaisquer fundos que não serão utilizados em áreas de maior necessidade".

Esta operação é apelidada de "Transferência Global". Contudo, a Comissão Europeia realça que, com esta transferência, não vai conseguir reunir mais de 0.5 mil milhões de euros, valor insuficiente para dar estabilidade financeira ao programa.

Se for apenas este o montante injetado, a CE admite que as bolsas não cheguem a tempo de financiar o intercâmbio dos estudantes inscritos em Erasmus no segundo semestre do ano letivo (2012/2013).

Por essa razão, o organismo europeu vai pedir à autoridade orçamental correspondente "o aumento do nível de pagamentos do orçamento de 2012". A Comissão Europeia diz estar "confiante de que o problema ficará resolvido atempadamente".