Afonso Cruz vence Prémio da União Europeia de Literatura 2012

Além de escritor, Afonso Cruz é músico e realizador
Foto
Além de escritor, Afonso Cruz é músico e realizador Rui Gaudêncio

Afonso Cruz está entre os doze escritores vencedores do Prémio da União Europeia de Literatura 2012 com o seu livro "A Boneca de Kokoschka" (Quetzal). O prémio, no valor de 5 mil euros, permite que os vencedores tenham prioridade de acesso a um programa da União Europeia, para que o seu livro seja traduzido em várias línguas.

O anúncio dos premiados foi feito esta terça-feira em Frankfurt onde a partir de amanhã decorre a mais importante feira do livro. A editora Lúcia Pinho e Melo esteve na sessão do anúncio do prémio e disse ao PÚBLICO que uma das grandes vantagens deste distinção é o apoio à tradução, revelando que amanhã já tem uma reunião agendada para ser informada do que vai acontecer a seguir.

Os outros vencedores são Anna Kim (Áustria), Lada Žigo (Croácia), Laurence Plazenet (França), Viktor Horváth (Hungria), Kevin Barry (Irlanda), Emanuele Trevi (Itália), Giedra Radvilaviciute (Lituânia), Gunstein Bakke (Noruega), Piotr Pazinski (Polónia), Jana Benová (Eslováquia) e Sara Mannheimer (Suécia).

Os escritores candidatos ao prémio são indicados por júris dos vários países. Neste edição o júri português foi composto pelo presidente José Jorge Letria (Sociedade Portuguesa de Autores) e pelo editor João Rodrigues e a livreira Ana Neves (ambos representando a APEL- Associação Portuguesa de Escritores e Livreiros). O júri propõe três nomes, desse há um vencedor que concorre com determinada obra. É um prémio que varia de ano para ano, uma vez que os países que a ele concorrem não são sempre os mesmos.

O Prémio da União Europeia de Literatura, que existe desde 2009, já foi atribuído à escritora portuguesa Dulce Maria Cardoso. Em Frankfurt

Notícia actualizada às 15h12

: Acrescentada mais informação sobre o prémio