O encontro de Murakami com o ilusionista Noma Bar

Fotogaleria

Não estamos a dar conta de um novo lançamento de Haruki Murakami, mas ainda assim estas edições são imperdíveis. Basta olhar para elas. A editora britânica Vintage Books lançou este mês reedições da obra do escritor japonês com capas a cargo de Noma Bar, designer gráfico, nascido em Israel, a viver em Londres, altamente reconhecido por todo o mundo (é representado pela Dutch Uncle, já ilustrou capas de revistas como a Time Out London, a Wallpaper* e The Economist e também já passou pelo P3, a propósito dos seus dois livros: "Negative Space" e "Guess Who?"). Nestas capas, o ilustrador-ilusionista continua a brincar com aquilo a que chama "espaço negativo", com linhas sóbrias, jogos de formas, segundos sentidos. De acordo com a editora, o novo design tem o círculo como "motivo central", recorrendo a uma palheta de apenas três tons, o que cria uma "identidade forte e consistente". Por outro lado, também vai ao encontro da própria estética de Murakami, em que nem sempre se sabe bem "o que é real e o que não é". AR

Sugerir correcção