UGT reúne-se para discutir situação do país

O secretário-geral da UGT, João Proença, confirmou à Lusa que a greve geral será discutida na reunião “mas não será o ponto mais importante” do encontro.

“Esta greve não terá o apoio da UGT porque se trata de uma greve político-partidária”, disse Proença.

O secretariado da UGT agendou para a reunião de hoje o debate dos pormenores da conferência internacional que a central sindical vai promover no final do mês, o próximo congresso, a realizar no próximo ano, e a situação do país.

Sugerir correcção
Comentar