Governo prevê aumento da taxa de desemprego para 16,4% em 2013

Foto
Foto: Daniel Rocha

O Governo mantém a previsão da recessão da economia portuguesa em 2013, mas reviu em alta a sua projecção para a taxa de desemprego.

O ministro das Finanças apresentou esta quarta-feira, em conferência de imprensa de apresentação das novas medidas de austeridade, uma nova projecção para a taxa de desemprego em 2013 de 16,4%. A 11 de Setembro, quando foram anunciadas as alterações à Taxa Social única (que o Governo entretanto anulou), a previsão apresentada para este indicador foi de 16%.

O Governo defendia, citando um estudo que teria sido feito mas que nunca chegou a ser tornado público, que a medida de desvalorização fiscal teria como consequência a criação de cerca de 50 mil postos de trabalho adicionais, travando a escalada da taxa de desemprego.

Vítor Gaspar considerou o nível de desemprego “preocupante”, mantendo a adjectivação recorrente do Governo para classificar a subida da taxa de mês para mês para níveis recorde.

Em 2013, disse ainda, o Governo prevê que uma variação do emprego de -1% para -1,7%.

O Governo mantém a sua previsão para o crescimento da economia, com o país a manter-se em recessão e uma variação negativa do PIB de 1%.