Vagas na Noruega são sobretudo ligadas à exploração e prospecção petrolífera AFP
Foto
Vagas na Noruega são sobretudo ligadas à exploração e prospecção petrolífera AFP

Noruega tem cinco mil vagas para engenheiros portugueses

Há vários países à procura de engenheiros em Portugal. Ordem não incentiva a emigração, mas admite que não há oportunidades em Portugal

A Noruega precisa de engenheiros e anda em Portugal em busca deles. O pedido de auxílio na divulgação das ofertas chegou à Ordem dos Engenheiros: “cinco mil” vagas estão à espera de serem preenchidas.

As ofertas são em todas as áreas da Engenharia, sobretudo as ligadas à “exploração e prospecção petrolífera”, confirmou ao P3 o bastonário da Ordem, Carlos Matias Ramos.

Apesar de não ter “qualquer responsabilidade pela informação” e funcionar apenas como um veículo, a Ordem dos Engenheiros entende que faz parte da sua tarefa a divulgação de oportunidades de emprego, sem que isso signifique "um apelo à emigração".

“Infelizmente, estamos numa situação em que, para proteger os nossos membros, temos de lhes dar oportunidades fora do país”, lamentou.

Na “área internacional” do site da Ordem, a instituição divulga várias ofertas de emprego no estrangeiro. Além do Brasil e Angola, os países do norte da Europa, como é o caso da Alemanha (“mais na área das novas tecnologias”), têm procurado em Portugal a mão-de-obra que os países deles não tem. Para quem equaciona a Noruega como destino, há também um site do país com várias ofertas disponíveis. 

O interesse em Portugal pode explicar-se pela crise que o país vive: "Sabem que aqui não há emprego", comenta o bastonário. Mas há também um lado meritório: "Há a consciência de que muitas das nossas escolas são de excelência.