A cobertura vegetal da ETAR de Alcântara
Foto
A cobertura vegetal da ETAR de Alcântara

Projecto português é finalista ao Prémio Europeu Rosa Barba

Projecto da estação de tratamento de Alcântara, em Lisboa, foi escolhido para os sete finalistas entre 350 candidatos

O projecto da estação de tratamento de águas de Alcântara, do arquitecto paisagista João Ferreira Nunes, é um dos sete finalistas ao Prémio Europeu Rosa Barba, revelou à agência Lusa a Ordem dos Arquitectos.

Os projectos dos sete finalistas - escolhidos entre 350 candidatos - vão ser apresentados na quinta-feira, em Barcelona, no primeiro dia da 7.ª Bienal Europeia da Paisagem, que irá decorrer naquela cidade catalã até sábado.

Sob o tema “Bienal Versus Bienal”, este encontro é organizado pelo Colégio de Arquitectos da Catalunha (COAC), e pela Universidade Politécnica da Catalunha (Escola Técnica Superior de Arquitectura e Mestrado em Arquitectura da Paisagem). No primeiro dia da bienal serão apresentados os projectos finalistas ao Prémio Europeu Rosa Barba de Arquitectura Paisagista e um júri nomeado pela comissão executiva, que vai eleger o vencedor.

PÚBLICO -
Foto
Planta baixa da ETAR de Alcântara

Contactado pela Lusa, fonte do atelier PROAP, liderado pelo arquitecto paisagista João Ferreira Nunes, explicou que o projecto finalista da ETAR de Alcântara “desenvolve-se enquanto momento de reconfiguração territorial da morfologia do Vale de Alcântara, e enquanto confronto entre naturezas distintas e complementares”.

O projecto - que será apresentado na quinta-feira, em Barcelona, por João Ferreira Nunes - foi realizado em parceria com os arquitectos Frederico Valsassina e Manuel Mateus, e inaugurado há um ano.

Além do arquitecto paisagista português João Ferreira Nunes (Portugal), são finalistas ao Prémio Europeu Rosa Barba Michel Desvigne (França), Martí Franch Batllori/Ton Ardévol (Espanha), Marianne Mommsen (Alemanha), Jacqueline Osty (França), Steffan Robel/Joachim Swillus (Alemanha) e Michael van Gessel (Holanda).

No programa de três dias da bienal estão previstas apresentações de projectos, debates sobre várias questões ligadas à paisagem e uma exposição com projectos construídos na Europa entre 2007 e 2011.

Sugerir correcção