A polícia estava em peso nas ruas em torno de Wall Street Street
Foto
A polícia estava em peso nas ruas em torno de Wall Street Street

Polícia faz mais uma centena de detenções no aniversário do Occupy Wall Street

Activistas tentaram bloquear o trânsito e cortar o acesso à Bolsa de Nova Iorque, em protesto contra um sistema económico injusto

Há um ano começou o movimento Occupy Wall Street e, para assinalar o aniversário, pelo menos um milhar de activistas tentou bloquear o trânsito e cortar o acesso à Bolsa de Nova Iorque.

A polícia, que estava destacada em força para a zona, fez pelo menos uma centena de detenções. Os protestos do ano passado, que popularizaram a palavra de ordem “nós somos os 99%” passaram pela ocupação do Parque Zuccotti, onde se formou um acampamento improvisado.

Foi onde os manifestantes se juntaram desta vez, em muito menor número do que em 2011, dizem os relatos dos media norte-americanos. O objectivo era partirem dali para depois convergirem sobre a bolsa a partir de várias direcções, de forma a protestarem contra um sistema económico injusto.

Tentaram formar uma "parede de pessoas" no coração da zona financeira de Nova Iorque. Mas a polícia, desta vez, estava à espera dos manifestantes. Havia bloqueios policiais nas ruas que levavam à bolsa e grades de metal para impedir a passagem.

Só passavam pessoas que trabalhassem em edifícios dentro do perímetro definido pela polícia e que tivessem identificação a prová-lo, relata o New York Times. Um dos pontos bem protegidos era o célebre touro em frente à bolsa, mas todas as ruas à volta, onde existem bancos e muitos outros edifícios de empresas de serviços, estavam protegidos pelo Departamento de Polícia de Nova Iorque.