UEFA

Portugal é o país com mais treinadores nas provas europeias

Mourinho lidera o contingente português
Foto
Mourinho lidera o contingente português Foto: Phil Noble/Reuters

Portugal é o país com mais treinadores na fase de grupos das competições europeias de futebol, numa supremacia construída com cinco técnicos na Liga dos Campeões e seis na Liga Europa, para um total de 11.

José Mourinho (Real Madrid), Vítor Pereira (FC Porto), Jorge Jesus (Benfica), José Peseiro (Sporting de Braga) e Leonardo Jardim (Olympiacos) são os que dão mais nome ao país, numa Liga “milionária” em que os lusos são suplantados apenas pelos seis treinadores de Itália.

Na Liga Europa, Sá Pinto (Sporting), Pedro Martins (Marítimo), Pedro Emanuel (Académica) e os “estrangeiros” André Villas-Boas (Tottenham), Jesualdo Ferreira (Panathinaikos) e Paulo Sousa (Videoton) são os representantes portugueses.

Na Liga dos Campeões, Portugal tem cinco técnicos para três equipas em prova, enquanto na Liga Europa o número de treinadores duplica o de formações lusas em competição.

Os 11 treinadores portugueses não têm paralelo e só a Itália se aproxima, com nove, seguindo-se um trio com seis, composto por Alemanha, França e Holanda.

Curiosamente, a Espanha, campeã da Europa e do Mundo, detentora da Liga Europa e da Supertaça Europeia, por intermédio do Atlético de Madrid, e ainda com dois dos quatro semi-finalistas da última “Champions”, tem apenas quatro técnicos nas provas da UEFA.

Portugal, que tem as suas seis equipas comandadas por outros tantos técnicos nacionais, também lidera nas “exportações”, com cinco treinadores, mas “apenas” dois na Liga dos Campeões, competição em que se destaca a Itália, com quatro técnicos em equipas forasteiras.

A Holanda também tem quatro treinadores emigrantes (dois em cada competição), enquanto a Alemanha tem apenas dois e a França um.

Quanto aos maiores importadores, o destaque, a larga distância da concorrência, vai para a Inglaterra, com seis em sete equipas (quatro na Liga dos Campeões e dois na Liga Europa), seguida da Espanha com cinco (3+2) nas mesmas sete - Rússia e Ucrânia chamaram ambas três estrangeiros.

As provas da UEFA recebem apenas quatro treinadores de fora da Europa, sendo três argentinos e um chileno.

Países com mais treinadores na fase de grupos

1. Portugal 11


2. Itália 9


3. Holanda 6


. Alemanha 6


. França 6


6. Espanha 4


7. Argentina 3


. Roménia 3


9. Suécia 2


. Bélgica 2


. Israel 2


. Noruega 2


. Suíça 2


. Irlanda do Norte 2


. Inglaterra 2


. Sérvia 2


. Rússia 2


Países com mais treinadores na Liga dos Campeões

1. Itália 6Roberto di Matteo (Chelsea, Ing), Massimiliano Allegri (AC Milan), Antonio Conte (Juventus), Carlo Ancelotti (Paris Saint-Germain, Fra), Roberto Mancini (Manchester City, Ing) e Luciano Spalletti (Zenit, Rus).

2. Portugal 5José Mourinho (Real Madrid, Esp), Vítor Pereira (FC Porto), Jorge Jesus (Benfica), José Peseiro (Sporting de Braga) e Leonardo Jardim (Olympiacos, Gre).

3. Holanda 3Frank de Boer (Ajax), John van den Brom (Anderlecht, Bel) e Huub Stevens (Schalke 04, Ale).

. França 3Arsene Wenger (Arsenal, Ing), Rudi Garcia (Lille) e René Girard (Montpellier).

Países com mais treinadores na Liga Europa

1. Portugal 6


André Villas-Boas (Tottenham, Ing), Ricardo Sá Pinto (Sporting), Pedro Martins (Marítimo), Pedro Emanuel (Académica), Jesualdo Ferreira (Panathinaikos, Gre) e Paulo Sousa (Videoton, Hun).


2. Alemanha 4Heiko Vogel (Basileia, Sui), Mirko Slomka (Hannover), Sascha Lewandowski (Bayer Leverkusen) e Bruno Labbadia (Estugarda).

3. Itália 3Andrea Stramaciioni (Inter), Walter Mazzarri (Napoles) e Francesco Guidolin (Udinese).

. Holanda 3Guus Hiddink (Anzhi, Rus), Mario Been (Genk, Bel) e Dick Advocaat (PSV Eindhoven).

. França 3Francis Gillot (Bordéus), Rémi Garde (Lyon) e Elie Baup (Marselha).

Sugerir correcção