Benfica empata com Bétis num particular que Jesus aproveitou para fazer testes

Foto
Gaitán foi o autor do golo do Benfica frente ao Bétis Foto: Miguel Vidal/Reuters

O técnico benfiquista teve a possibilidade de aferir as capacidades de Miguel Vítor como lateral direito. O jogador poderá ser a alternativa principal ao castigado Maxi Pereira frente ao Celtic, em Glasgow, na abertura da Liga dos Campeões. Mas a exibição não foi a melhor e ao intervalo foi substituído pelo jovem André Almeida que se tem distinguido na equipa B.

A estreia do ex-bracarense Lima, que contou com a companhia de Rodrigo no ataque, foi outra das novidades. O ex-bracarense, porém, mostrou que ainda está longe de se encontrar adaptado ao novo ambiente.

O avançado teve algumas dificuldades para se entender com Rodrigo, com a boa exibição de Aimar ou com os lances Gaitán. Teve mesmo o golo nos pés, aos 9’, quando Rodrigo realizou uma assistência perfeita, mas Lima atrapalhou-se e rematou de forma disparatada.

Sobravam as jogadas entre Rodrigo e Aimar, que parece disposto a não ceder o lugar a Carlos Martins. E, aos 24’, foi novamente o espanhol a fazer mais uma jogada, assistindo o argentino que obrigou Castro a uma boa defesa para canto.

O técnico do Benfica começou também já a preparar as alternativas às saídas de Javi García e Witsel. Matic foi a aposta para substituir como Javi García, agora a jogar no Manchester City, enquanto Aimar foi quem jogou na posição que pertencia ao belga Axel Witsel, que se transferiu para o Zenit.

O momento alto apareceu logo na entrada da segunda parte: Nolito cruzou da esquerda, a defesa do Bétis afastou e Gaitán, de primeira, de fora da área, rematou colocado, sem hipóteses para Castro. Esperava-se muito mais do Benfica, mas vieram as substituições e os lucros anímicos do golo foram-se perdendo.

Na formação espanhola uma das melhores exibições pertenceu ao português Salvador Agra, um jovem de 20 anos, que na temporada passada esteve no Olhanense. Quando foi substituído na segunda parte recebeu uma forte ovação. Mas o empate do Bétis surgiu, aos 72’ num lance em que Ola John (outra desilusão) fez um corte incompleto e entregou a bola a Jonathan Pereira, que viu Artur adiantado, assinando um chapéu.

No que restava do jogo, a equipa espanhola conseguiu travar todas as iniciativas do Benfica de chegar à vitória.