Selecção

Humberto Coelho espera jogadores “mais físicos” e a festejar golos

Cristiano Ronaldo ainda em Óbidos
Foto
Cristiano Ronaldo ainda em Óbidos Foto: Carlos Barroso/Reuters

O vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Humberto Coelho, previu nesta quinta-feira que a selecção lusa tenha de ser “menos técnica” frente a Luxemburgo e ao Azerbaijão, desejando golos e convenientemente festejados pelos jogadores.

“Somos uma equipa muito técnica, mas nestes jogos temos de ser mais físicos porque os adversários vão correr muito. Temos de ser mais fortes do que eles. Os jogadores gostam de festejar na selecção. Esperamos marcar golos e os jogadores que marcarem vão com certeza festejar”, disse o dirigente, o único membro da comitiva a prestar declarações esta manhã na partida de Lisboa rumo ao Luxemburgo.

A concentração da equipa orientada por Paulo Bento, desde segunda-feira, em Óbidos, tem sido dominada pelas declarações do avançado Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, que se confessou “triste” na capital espanhola, e festejou os dois golos apontados na última ronda da Liga espanhola.

“Os nossos jogadores estão concentrados, sabem que vai ser uma campanha difícil e hoje em dia não há jogos fáceis porque as equipas estão bem preparadas e são mais competitivas”, afirmou também Humberto Coelho, frisando ser muito importante a presença no Mundial do Brasil em 2014 por se tratar de “um país de expressão portuguesa”.

A selecção portuguesa – que ocupa actualmente a quarta posição do ranking mundial da FIFA – vai estrear-se no Grupo F de qualificação para o Mundial defrontando o 106.º classificado. No Luxemburgo, onde a comitiva lusa tem prevista a chegada para as 12h10 (horas de Lisboa), Paulo Bento vai antever o encontro pelas 17h15, seguindo-se o treino de adaptação ao Estádio Josy Barthel, às 18h.

O desafio de sexta-feira diante do conjunto luxemburguês está agendado para as 19h45, sob arbitragem do estónio Kristo Thover. Portugal recebe depois, na terça-feira, em Braga, o Azerbaijão, também em jogo do agrupamento F, que conta ainda com Rússia, Irlanda do Norte e Israel.