João Tordo seleccionado para prémio europeu

João Tordo foi seleccionado para o prémio, cujo vencedor é conhecido em Dezembro
Foto
João Tordo foi seleccionado para o prémio, cujo vencedor é conhecido em Dezembro Miguel Manso

O romance O Bom Inverno, de João Tordo, integra uma lista de pré-seleccionados ao Prémio do Livro Europeu, organizado pela associação Esprit d’Europe. 

O escritor português foi seleccionado com a edição francesa da obra, traduzida por Dominique Nedellec e publicado pela Actes Sud.

Na área do ensaio surge também pré-seleccionado A Europa Segundo Portugal, de José Eduardo Franco e Pedro Calafate. O júri do prémio — na sua 6.ª edição — é composto por jornalistas de vários países da União Europeia, todos eles correspondentes em Bruxelas, e este ano tem como presidente o realizador grego Costa-Gavras. 
 
O prémio foi criado em 2007 com o apoio de Jacques Delors e distingue anualmente um ensaio e um romance de autores dos países membros da União Europeia que exprimam uma visão positiva da Europa. Cada um dos vencedores, anunciados a 5 de Dezembro em Bruxelas, recebe dez mil euros. 
 
Editado pela Dom Quixote em Agosto de 2011, O Bom Inverno marca o regresso de João Tordo, depois do Prémio José Saramago de 2009. O romance conta a história de um escritor frustrado e hipocondríaco, que viaja até Budapeste para um encontro literário, e está longe de imaginar até onde a literatura o pode levar. Coxo, portador de uma bengala, e planeando uma viagem rápida, acaba por conhecer Vincenzo Gentile, um escritor italiano mais jovem, que o convence a ir numa viagem da Hungria até Itália.