Fotogaleria
A garrafa encontrada por Andrew Leaper foi lançada ao mar em Junho de 1914 DR
Fotogaleria
Mykl Roventine/Flickr

Uma mensagem na garrafa com quase cem anos

Ao fim de quase um século a navegar pelo mar da Escócia, a garrafa com mensagem mais antiga do mundo foi encontrada por um pescador escocês, batendo o recorde do Guiness

A bordo de um barco de pesca, Andrew Leaper, um capitão escocês, descobriu uma garrafa presa na rede de pesca, enquanto navegava perto da costa norte da Escócia.

A garrafa que continha uma mensagem terá estado no mar durante 97 anos e 309 dias, batendo assim o anterior recorde do Guiness, por mais cinco anos.

Curiosamente, o barco que Leaper conduzia, quando encontrou a garrafa, é o mesmo barco (o Copious), a bordo do qual foi encontrada a garrafa que bateu o anterior recorde mundial. Quem a encontrou, na altura, foi o amigo do capitão, Mark Anderson. "Foi uma coincidência incrível". "É como ganhar na loteria duas vezes", comentou Leaper, em entrevista à BBC.

PÚBLICO -
Foto
A mensagem da garrafa destinava-se ao estudo das correntes marítimas da Escócia DR

A garrafa encontrada por Leaper a 12 de Abril deste ano, foi lançada ao mar em Junho de 1914, pelo capitão CH Brown da Escola de Navegação de Glasgow, como parte de um estudo científico sobre as correntes marítimas em redor da Escócia. Contudo, ao fim de quase 98 anos, a garrafa encontrada por Leaper viajou apenas 10,7 milhas do sítio de lançamento.

O objectivo era mapear o local onde as garrafas eram recuperadas, de forma a conhecer as correntes marítimas daquela zona. Ao todo foram atiradas ao mar, quase 1900 garrafas mas apenas 315 foram encontradas até hoje, indica a BBC. Também a garrafa de Anderson, descoberta em 2006, fazia parte do mesmo estudo cartográfico.

As garrafas de Leaper e Anderson não continham as tradicionais mensagens de amor, nem bens preciosos. Apenas guardavam um cartão com um número e um pedido de registo da localização. Caso fosse encontrada, a mensagem deveria ser reenviada para a Escola de Navegação de Glasgow e era oferecida uma recompensa no valor de seis “pence”.

Impossibilitado de reinvindincar a recompensa por ter encontrado a garrafa, Leaper assegura um prémio mais valioso, o recorde do Guiness.